Home / Economia / Apostador da Mega-Sena perde ‘bolada’ de R$ 22 milhões ao não retirar prêmio

Apostador da Mega-Sena perde ‘bolada’ de R$ 22 milhões ao não retirar prêmio

Compartilhe:

Um apostador de São Sebastião (SP) perdeu uma ‘bolada’ de R$ 22 milhões na Mega-Sena. Ele acertou as seis dezenas sorteadas no concurso 2.074, do dia 1° de setembro, mas ficou sem a quantia milionária por não ter retirado o prêmio no prazo, que se encerrou nesta sexta-feira (30). A informação foi confirmada pela Caixa Econômica Federal.

+ INSS paga segunda parcela do 13º de aposentados

O ‘sortudo não encontrado’ virou assunto e gerou grande expectativa na cidade nos últimos dias. O clima era de curiosidade e muitos moradores arriscaram palpites de que o apostador havia perdido o bilhete ou esquecido de conferir os números jogados.

Na lotérica A Milionária, onde foi feita a aposta simples e vencedora, o dono chegou a colocar uma faixa alertando que a aposta havia sido feita ali.

O sorteio do concurso foi feito em Santa Catarina e as dezenas sorteadas foram 08 – 18 – 23 – 37 – 42 – 58. Além da aposta de São Sebastião, um sortudo de Passos (MG) também acertou os números. O apostador de Minas Gerais já retirou o prêmio.

Com R$ 22 milhões, o apostador poderia comprar itens como cerca de 450 carros populares de R$ 49 mil; 44 apartamentos de R$ 500 mil; ou 2.750 aparelhos de celular de última geração de R$ 8 mil. Na poupança, o valor renderia R$ 81 mil mensais.

O que acontece com o prêmio

O prêmio prescrito agora será repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Segundo a Caixa Econômica Federal, de janeiro a maio de 2018, foram repassados R$ 128 milhões ao Fies somente em prêmios prescritos. Em 2017, foram repassados R$ 326 milhões ao Fundo.

O Fies permite que estudantes financiem o valor total ou parcial do curso superior e paguem após a conclusão dos estudos.

G1

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.