Home / Destaque / As multas de trânsito estão mais pesadas desde novembro de 2016; veja os valores

As multas de trânsito estão mais pesadas desde novembro de 2016; veja os valores

Compartilhe:

Desde o dia 1º novembro de 2016 as multas decorrentes das infrações de trânsito ficaram mais pesadas. Os valores dos reajustes foram entre 52% e 66%, e o valor mínimo da multa (infração leve) passou de R$ 53,20 para RS 88,38. Além disso algumas infrações passaram de categorias mais brandas para categorias mais pesadas.

+ Depois de beber, saiba em quanto tempo você pode voltar a dirigir

Dirigir falando ao celular, por exemplo, passou de infração leve para infração gravíssima com 7 pontos na carteira e multa de R$ 293, 47. Já para quem for pêgo dirigindo sob a influência de álcool, a multa passou de R$ 1.915,40 para R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira e suspensão do direito de dirigir por 1 ano.

Para quem se recusar a fazer o teste do bafômetro, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa, a multa também é de R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira e suspensão do direito de dirigir por 1 ano, porém se o motorista se recusar pela segunda vez em menos de 1 ano, a multa será dobrada e fica em R$ 5.869,40.

Veja como ficou os novos valores das multas:

Infração leve: R$ 88,38 

Infração média: R$ 130,16

Infração grave: R$ 195,23

Infração gravíssima:  R$ 293,47

Confira algumas infrações e suas respectivas penalidades:

 Dirigir veículo sem CNH:

  • Multa de R$ 880,41 e retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado.

 

Dirigir veículo com CNH vencida a mais de 30 dias:

  • Multa de R$ 293,47, além de 7 pontos na carteira e recolhimento da CNH e retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado.

 

♦ Dirigir sob a influência de álcool:

  • Multa de R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir por 1 ano e recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo.

 

♦   Recusar-se a ser submetido a teste do bafômetro, exame clínico ou perícia:

  • Multa de R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir por 1 ano e recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo.

 

♦ Disputar racha:

  • Multa de R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo e recolhimento do documento de habilitação.

 

♦  Praticar direção perigosa: 

  • Multa de R$ 2.934,70 além de 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo e recolhimento do documento de habilitação.

 

♦ Estacionar o veículo nas esquinas, na contramão ou onde houver placa PROIBIDO ESTACIONAR:

  • Multa de R$ R$ 130,16 além de 4 pontos na carteira e remoção do veículo.

 

♦ Estacionar o veículo onde houver placa PROIBIDO PARAR E ESTACIONAR:

  • Multa de R$ R$ 195,23 além de 5 pontos na carteira e remoção do veículo.

 

Estacionar o veículo nas vagas reservadas às pessoas com deficiência ou idosos:

  • Multa de R$ 293,47 além de 7 pontos na carteira e remoção do veículo.

 

♦ Avançar o sinal vermelho:

  • Multa de R$ 293,47 além de 7 pontos na carteira.

 

♦ Usar o celular ao dirigir: 

  • Multa de R$ 293,47 além de 7 pontos na carteira.

 

Pilotar moto sem capacete ou transportar criança menor de 7 anos:

  • Multa de R$ 293,47 além de 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir e recolhimento do documento de habilitação.

 

♦ Não usar o cinto de segurança:

  • Multa de R$ R$ 195,23 e 5 pontos na carteira

 

Clique aqui e veja o código de trânsito brasileiro na íntegra.

 

CATOLÉ AGORA

Leia mais notícias gerais

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.