Home / Mundo / Avião com 65 pessoas a bordo cai no Irã
ATR-72, aeronave da Aseman Airlines, durante pouso em Dubai em julho de 2008 (Foto: MARWAN NAAMANI / AFP)

Avião com 65 pessoas a bordo cai no Irã

Compartilhe:

Um avião operado pela Aseman Airlines, com 65 pessoas a bordo, caiu no sudoeste do Irã na manhã deste domingo (18), segundo a mídia iraniana. Inicialmente, a companhia aérea falou em 66 pessoas, mas segundo a Reuters, um dos passageiros perdeu o voo.

+ Avião cai perto de Moscou e deixa 71 mortos

A aeronave voava no trecho entre Teerã e a cidade de Yasuj, no sudoeste do país, e caiu no Monte Dena, na Cordilheira de Zagros, região montanhosa de Samirom, a cerca de 480 km da capital iraniana. Não há informações sobre sobreviventes.

Segundo informações da agência EFE, o porta-voz de Emergências iraniano, Moytaba Khaledi, explicou que o aparelho desapareceu do radar cerca de 20 minutos depois de ter decolado do aeroporto de Teerã. O voo EP 3704, feito em um avião ATR 72, decolou de Teerã às 8h local (1h30, em Brasília).

Poucas horas após a confirmação da queda, a companhia aérea chegou a confirmar que os 66 ocupantes do voo (incluindo uma criança) haviam morrido, mas em seguida retirou a informação, declarando que devido às circunstâncias especiais da região e a falta de acesso ao local do acidente, não poderiam confirmar de forma precisa e definitiva a morte de todos os ocupantes do avião.

Segundo a rede britânica BBC, o mau tempo teria impedido que um helicóptero de emergência chegasse ao local. Mas ainda não há informações sobre o que teria causado a queda do avião.

De acordo com as primeiras informações das agências Insa e Fars, atribuídas a Pirhosein Koolovand, chefe do serviço nacional de emergência, todos os serviços de socorro estão em alerta.

No domingo (11), um avião da companhia aérea Saratov caiu perto de Moscou e deixou 71 mortos.

Segundo o registro da Bureau of Aircraft Accidents, empresa sediada na Suíça que contabiliza acidentes aéreos, o acidente foi o desastre que teve maior número de mortos desde a queda da aeronave em que viajava a equipe da Chapecoense em novembro de 2016, na Colômbia, em que também morreram 71 pessoas, considerando apenas voos comerciais.

O voo da Chape era um charter (quando a aeronave é alugada para um voo específico), enquanto o da Saratov era um voo regular, de linha.

G1

Leia mais notícias do mundo

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

De lingerie, Carla Diaz mostra corpão e fãs piram: “Espetáculo”

Carla Diaz postou mais um clique de um ensaio para uma famosa marca de lingerie ...

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.