Home / Esporte / Com arbitragem polêmica, Vitória e Flamengo ficam no empate

Com arbitragem polêmica, Vitória e Flamengo ficam no empate

Compartilhe:

Em partida recheada de polêmica, Vitória e Flamengo empataram por 2 a 2 neste sábado, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro. As duas equipes fora prejudicadas pela arbitragem durante os 90 minutos e tiveram que se contentar com a igualdade no marcador.

+Sorteio coloca Real e Bayern na semifinal da Champions; Liverpool pega a Roma

A partida começou com o Flamengo abrindo o placar com 16 segundos, com Lucas Paquetá. Só que aos 12 minutos, o Vitória chegou ao empate com Yago, em cobrança de pênalti mal marcado pela arbitragem e que resultou na expulsão de Éverton Ribeiro. No segundo tempo, os cariocas chegaram ao segundo gol com Réver, em lance irregular. Só que os donos da casa empataram novamente, desta vez com Denílson.

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o América-MG, no sábado, no Maracanã, na partida que vai marcar a despedida do goleiro Julio Cesar dos gramados. No domingo, o Vitória vai até Belo Horizonte para encarar o Atlético-MG, no Horto.

O jogo – O Flamengo começou avassalador a partida e abriu o placar logo com 16 segundos. Vinícius Júnior deu passe para Lucas Paquetá, que chutou cruzado, sem chance para Caíque.

O Vitória não se intimidou com o revés e foi para cima em busca do empate. Os donos da casa chegaram ao gol aos 12 minutos, em lance polêmico. Após confusão na área, Denílson chutou para o gol, mas a bola bateu no rosto de Everton Ribeiro. No entanto, o árbitro Wagner Reway assinalou o pênalti e ainda expulsou o meia flamenguista. Yago cobrou a penalidade com categoria.

Com um a mais, o Vitória passou a dominar o confronto. No entanto, os donos da casa tinham dificuldade em criar boas jogadas. O técnico Maurício Barbieri viu que o Flamengo estava mal em campo e tirou o atacante Henrique Dourado para a entrada do volante Willian Arão.

A alteração fez os cariocas melhorarem na marcação e isso possibilitou ao Flamengo os contra-ataques. Tanto que aos 21 minutos, Lucas Paquetá fez boa jogada individual e chutou para boa defesa de Caíque. O lance animou os visitantes, que seguiram tendo as melhores chances de marcar. Primeiro, aos 28, Lucas Paquetá entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro, mas a zaga tirou pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Réver subiu mais que seu marcador e cabeceou em cima de Caíque.

Na parte final, o jogo ficou aberto, com as duas equipes voltadas ao ataque. O Vitória teve oportunidade de marcar aos 38 minutos, com Denílson, mas o atacante finalizou pela linha de fundo. O Flamengo aproveitava os espaços dados pelos baianos para avançar, mas sem sucesso. Assim, o confronto foi igual para o intervalo no Barradão.

No segundo tempo, o Vitória voltou com a intenção de virar a partida. Tanto que, logo com um minuto, os donos da casa quase marcaram o segundo com Uillian Correia. No entanto, o volante parou em boa defesa de Diego Alves.

Só que, aos poucos, o Flamengo melhorou a marcação e não permitiu mais os bons avanços dos donos da casa. Os cariocas tentavam ir ao ataque, mas erravam muito no setor ofensivo. Com isso, o jogo ficou mais concentrado no meio e sem emoção.

O Flamengo aproveitou um lance de bola parada para chegar ao segundo gol, também com polêmica. Diego cobrou falta na área para Willian Arão, que estava em posição irregular. O volante cabeceou mal, mas Geuvânio pegou a bola e chutou para Réver escorar para a rede.

O Vitória não deixou o Flamengo saborear a liderança no placar, porque, aos 30 minutos, chegou ao empate no Barradão. Rhayner cruzou pela direita e achou Denílson na área. O atacante cabeceou sozinho, sem chance para Diego Alves.

Depois disso, a partida ganhou em emoção novamente. O Flamengo quase marcou o terceiro aos 33 minutos, em cobrança de falta de Diego que passou próximo do gol. O Vitória tinha mais posse de bola, mas insistia nos cruzamento, sem sucesso.

Nos minutos finais, os cariocas abdicaram do ataque e preferiram administrar o resultado. O Vitória ainda esboçou uma pressão, só que esbarrou nos próprios erros. Assim, o duelo permaneceu empatado até o apito final.

GAZETA ESPORTIVA

Leia mais notícias do Esporte

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anunciar no Portal: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.