Home / Esporte / Com gol de ex-Flamengo, São Paulo vence e assume vice-liderança
Foto: Rudy Trindade/Gazeta Press

Com gol de ex-Flamengo, São Paulo vence e assume vice-liderança

Compartilhe:

O São Paulo conquistou uma importante vitória durante a noite desta quarta-feira, no Maracanã. Em duelo entre dois postulantes ao título do Campeonato Brasileiro, o Tricolor não se intimidou diante do líder Flamengo e venceu pelo placar de 1 a 0, com gol de Everton, que fez valer a lei do ex.

+ Cigano faz luta cerebral e vence Ivanov por pontos na luta principal do UFC Boise

Mas Everton não foi o único a ser decisivo na vitória são-paulina. Foi do estreante Joao Rojas, contratado junto ao Talleres-ARG durante a intertemporada, que saiu o cruzamento para o gol do ex-Flamengo. Já Paolo Guerrero, liberado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), teve atuação apagada e foi anulado pela marcação rival.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 26 pontos e deixou a terceira posição para assumir a vice-liderança do Brasileirão. O Flamengo, por sua vez, segue no primeiro lugar, com 27 pontos, mas vê o clube do Morumbi se aproximar perigosamente.

Pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, ambos os times têm clássicos estaduais pela frente. O São Paulo recebe o arquirrival Corinthians no próximo sábado, às 21 horas (de Brasília), no Morumbi. No mesmo dia, mas às 19 horas, o Flamengo encara o Botafogo, no Maracanã.

O Jogo

Empurrado por mais de 50 mil torcedores, o Flamengo começou impondo seu ritmo e trocando passes rápidos em busca de espaços. Mas, bem postado defensivamente, o São Paulo suportou a pressão e não correu riscos nos primeiros minutos da partida.

Com a marcação bem feita em Guerrero, o Tricolor passou a encontrar espaços para contra-atacar e teve a primeira chance real de gol no duelo. Aos 29 minutos, Rojas recebeu na direita, driblou Réver e bateu cruzado. No rebote de Diego Alves, Everton tentou de bicicleta, mas mandou para fora.

Pouco depois, Diego Aguirre ganhou um problema. Após desarmar Marlos Moreno, Jucilei sentiu uma fisgada na virilha esquerda e precisou ser substituído por Liziero. A equipe visitante, contudo, continuou com sua proposta de jogo funcionando.

Aos 37 minutos, em rápido contra-ataque, Nenê recebeu de Diego Souza e chutou em cima do zagueiro. Abola sobrou livre para Reinaldo, que bateu mal e isolou. O Flamengo respondeu aos 42. Após Diego cobrar falta na área, Lucas Paquetá desviou de cabeça e acertou o travessão de Sidão. Com a torcida inflamada, os cariocas voltaram a pressionar no fim do primeiro tempo, mas não acharam o gol.

A etapa complementar começou da melhor maneira possível para o Tricolor, que abriu o placar logo aos dois minutos. Após bom cruzamento de Rojas pela direita, Everton se antecipou a Renê e testou de peixinho, sem chances para Diego Alves. O atacante, que atuou no clube carioca nos últimos quatro anos, não comemorou o gol.

O Flamengo quase chegou ao empate logo em seguida, quando Marlos Moreno foi até a linha de fundo e cruzou. Guerrero cabeceou fraco, e Sidão teve tempo de cair para fazer a defesa. Pouco depois, após chute fraco de Paquetá, o goleiro quase levou um frango. A bola passou entre suas mãos, mas saiu pela linha de fundo.

Após se safar do empate, o São Paulo sofreu outra baixa: com dores na coxa direita, Rojas deu lugar a Araruna. Já o técnico Maurício Barbiere mexeu em busca do empate, promovendo a estreia do colombiano Fernando Uribe, que substituiu o compatriota Marlos Moreno.

E o atacante desperdiçou uma grande oportunidade de marcar em sua estreia. Aos 20 minutos, após levantamento na área, a bola sobrou para Paquetá, que bateu em cima de Sidão. No rebote, completamente livre de marcação, Uribe chutou da marca do pênalti e mandou para fora.

Logo em seguida, o colombiano testou para o chão e exigiu grande defesa do arqueiro tricolor. Nos acréscimos, após expulsão de Araruna, Guerrero assustou em cabeçada, no que foi a última chance dos rubro-negros, que amargaram o primeiro revés em casa na competição.

GAZETA ESPORTIVA

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.