Home / Esporte / Com um a menos, Fluminense vence o Cruzeiro no Maracanã
Renato Chaves disputa a bola com o também zagueiro Dedé (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

Com um a menos, Fluminense vence o Cruzeiro no Maracanã

Compartilhe:

Mesmo com um jogador a menos desde os 15 minutos do primeiro tempo, o Fluminense derrotou o Cruzeiro por 1 a 0, em partida disputada na tarde deste domingo no Maracanã. Foi a primeira vitória do Tricolor das Laranjeiras no Campeonato Brasileiro e agora o time dirigido por Abel Braga soma três pontos ganhos na 12a posição. Pedro marcou o único gol do jogo. O Cruzeiro sofreu a segunda derrota consecutiva e está na 18a colocação, ainda sem pontos ganhos.

+ Com gol no último minuto, Bahia vence o Santos pelo Brasileirão

O lateral Gilberto foi expulso aos 15 minutos por agredir Sassá. A partir daí, o Fluminense sofreu grande pressão, mas conseguiu resistir com grande atuação dos zagueiros e do goleiro Júlio César. O Cruzeiro chegou a atuar com cinco atacantes, mas não conseguiu furar o bloqueio tricolor.

Foi a segunda vez que o time mineiro é derrotado por uma equipe inferiorizada numericamente. Na estreia, perdeu para o Grêmio que teve um jogador excluído, também na etapa inicial. Na próxima rodada, o Fluminense vai receber o São Paulo, no Maracanã; o Cruzeiro vai encarar o Inter no Beira-Rio.

O jogo

Os dois times começaram a partida de forma ofensiva. O Fluminense, como acontece habitualmente, atacava pelo lado de Ayrton Lucas, enquanto o Cruzeiro tentava acionar Thiago Neves e Sassá com lançamentos de Robinho.

Aos cinco minuitos, o zagueiro Gum mandou para escanteio e evitou a conclusão de Sassá que tentava aproveitar o cruzamento de Robinho. O Fluminense respondeu com boa jogada de Ayrton Lucas que investiu pela esquerda e cruzou fechado, obrigando o goleiro Fábio a sair de soco para aliviar o perigo.

Aos nove minutos, após boa troca de passes, Thiago Neves foi lançado na área e recuou para Mancuello que bateu rasteiro para boa defesa de Júlio César. Aos 14 minutos, Gilberto ficou irritado porque Sassá ganhou a jogada e atingiu com os pés a cabeça do atacante do time mineiro. Recebeu cartão vermelho e deixou sua equipe com um jogador a menos.

Sem Gilberto, Renato Chaves passou a ocupar o lado direito do campo. Aos 22 minutos, Marcelo Hermes arrancou pela esquerda e cruzou para Sassá, mas Gum evitou que a bola chegasse ao atacante. Mesmo em vantagem numérica, a equipe de Mano Menezes não conseguia pressionar a defesa tricolor porque o Fluminense se defendia bem.

Aos 25 minutos, Jadson desarmou Sassá na área, quando o atacante se preparava para concluir. O Cruzeiro continuava com maior posse de bola, mas não conseguia furar o bem armado bloqueio tricolor. Aos 39 minutos, Lucas Silva arriscou de longe e a bola saiu sem levar perigo.

O Cruzeiro voltou modificado para o segundo tempo com David no lugar do volante Lucas Silva, mas foi o Fluminense que marcou logo aos três minutos. Após cobrança de falta, Gum desviou, a bola bateu no rosto de Pedro e enganou o goleiro Fábio, entrando no canto direito.

Sem outra alternativa, o Cruzeiro partiu para o ataque e aos oito minutos, David cabeceou fraco quando tinha tudo para finalizar com perigo. O Fluminense tentava aproveitar os espaços deixados pelo adversário. Aos dez minutos, Pedro arrancou pela esquerda, mas Dedé conseguiu chegar e desarmar o atacante.

Mano Menezes que estava poupando Arrascaeta, colocou o atacante uruguaio na vaga de Mancuello. A pressão mineira aumentou, mas o Fluminense seguiu se defendendo com muita valentia. Aos 25 minutos, Sassá e Thiago Neves tentaram a conclusão, mas a defesa tricolor aliviou.

Logo depois, Júlio César teve que sair do gol para tentar impedir a chegada de Sassá. Mano Menezes fez a última tentativa, colocando o atacante Rafinha no lugar de Lucas Romero. Aos 32 minutos, após blitz na área, Arrascateta acertou a trave. No rebote, Léo chutou e Gum salvou, mandando para escanteio.

Depois dos 40 minutos, o Cruzeiro entrou no desespero e passou a abusar dos lançamentos para a área, mas a defesa tricolor se comportou de forma impecável e garantiu a primeira vitória na competição da “cera” dos jogadores tricolores, o árbitro deu oito minutos de acréscimo.

Aos 51 minutos, Júlio César salvou o Fluminense ao defender um chute de Arrascaeta, na pequena área. Vitória heroica do  time carioca no Campeonato Brasileiro.

GAZETA ESPORTIVA

 

Leia mais notícias do Esporte

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anunciar no Portal: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

Acusado de homicídio há 20 anos na Paraíba é preso no estado do Maranhão

Após investigações feitas pelo Grupo Tático Especial da Polícia Civil de Itaporanga (PB), foi possível ...

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.