Home / Economia / Energisa registra mais de 12 mil ‘gatos’ na PB; prejuízo supera R$ 80 milhões

Energisa registra mais de 12 mil ‘gatos’ na PB; prejuízo supera R$ 80 milhões

Compartilhe:

A Energisa registrou 12.600 furtos de energia elétrica na Paraíba, conhecido como ‘gato’. Ao todo, as ligações clandestinas causaram um prejuízo de R$ 80 milhões no ano de 2017. Através de ações com a Polícia, 62 pessoas foram presas no estado.

+Caixa acerta com Temer liberação de R$ 2 bilhões a Estados e municípios

As informações foram divulgadas pelo gerente do Departamento de Medição e Combate a Perdas da Energisa, Fabrício Sampaio, na manhã desta quarta-feira (10) durante entrevista na rádio CBN João Pessoa.

O saldo de prejuízo é ainda maior do que parece. Segundo Fabrício, com o furto de energia o Governo também deixou de arrecadar R$ 23 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O artigo 155 do código penal brasileiro classifica como crime as ligações clandestinas e pode acarretar prisão. A população deve denunciar qualquer suspeita do crime.

“A pessoa não tem noção técnica do que é gato, mas ela fica sabendo. Se você tem algum informação, mesmo que seja um boato, denuncie. Se a gente for lá, e não tiver nada vai ser só mais uma verificação de rotina. Mas se tiver, você vai estar inclusive contribuindo para sua tarifa”, explicou Fabrício.

Primeira ação do ano

A primeira ação do ano aconteceu em Campina Grande e João Pessoa e resultou em três prisões. Todas as ações aconteceram por intermédio de denúncias da população.

MAIS PB

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

Nota do Enem 2017 é divulgada

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 foram divulgadas nesta quinta-feira (18). ...

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.