Home / Destaque / Homem é detido após forjar próprio sequestro para ficar com amante, na PB

Homem é detido após forjar próprio sequestro para ficar com amante, na PB

Compartilhe:

Um homem foi preso na noite dessa segunda-feira (13), na cidade de Alagoa Grande, no Agreste da Paraíba, após forjar o próprio sequestro e pedir um suposto resgate de R$ 5 mil para poder ficar com uma amante da cidade de Pipirituba.

+ Cabo da PM acusado de estuprar enteada de 12 anos é expulso da corporação na PB

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Maria Solidade, a esposa do homem foi até a Delegacia de Alagoa Grande por volta das 14h30 registrar que seu marido havia sido sequestrado. “Ela informou que recebeu uma ligação do número do marido, que alguma pessoa desconhecida dizia que ele estava sequestrado, amarrado e que para librá-lo, precisava de uma quantia de R$ 5 mil”, informou a delegada.

A partir daí, a titular da Delegacia de Alagoa Grande acionou o 4º Batalhão da Polícia Militar e o delegado Ricardo Sena para auxiliarem nas investigações. “Tomamos conhecimento que ele foi deixar uns bolos na cidade de Cuitegi. Então mandei chamar o proprietário dos bolos e ele disse que estava desconfiado que ele tinha um amante, então o caso tomou outra proporção.”

Com essa informação, a Polícia descobriu que ele estava com essa suposta amante e não havia ocorrido nenhum tipo de sequestro. A delegada ainda informou que o suspeito estava com o dinheiro das encomendas dos bolos. “Ele estava com o dinheiro dos bolos e farrando com a amante”, revelou.

O homem compareceu a Delegacia de Alagoa Grande onde foi autuado com um termo de ocorrência, e em seguida foi liberado.

PORTAL CORREIO

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.