Home / Esporte / Libertadores: Chapecoense perde de novo e está eliminada; Vasco vence e avança

Libertadores: Chapecoense perde de novo e está eliminada; Vasco vence e avança

Compartilhe:

Não deu para o jovem time da Chapecoense. Com jogadores de pouca experiência internacional no futebol, o clube catarinense acabou sucumbindo mais uma vez diante do Nacional-URU. A missão era difícil, ter de vencer por dois gols de diferença no Parque Central, em Montevidéu, e acabou mesmo em um novo revés por 1 a 0 frente ao tradicional time uruguaio, que agora segue à terceira fase da Copa Libertadores da América.

+ Vasco vence com com reservas mas Bangu fica com vaga nas semifinais da Taça Guanabara

O Nacional vai encarar os argentinos do Banfield por um lugar no grupo 2 do torneio continental, que já tem Santos, Estudiantes-ARG e Real Garcilaso-PER.

O técnico Gilson Kleina até tentou surpreendeu o adversário colocando Arthur e Moisés Ribeiro ganham nos lugares de Nadson e Lucas Mineiro. Aparentemente, a ideia funcionaria, já que no terceiro minuto de jogo a Chape já conseguiu chegar com perigo e por pouco não abriu o placar.

O problema é que logo na sequência, apenas com cinco minutos de bola rolando, Santiago Romero, o mesmo carrasco da Arena Condá, voltou a balançar as redes em cima dos catarinenses. A finalização do meia do Nacional acabou desviando no zagueiro Douglas e matou o goleiro Jandrei.

Ainda antes do intervalo, cada equipe teve mais uma chance clara de gol. Primeiro Apodi evitou o gol de Viúdez já em cima da linha, com Jandrei batido na jogada. Em seguida, o goleiro Conde voou para evitar o gol de cabeça de Douglas.

A segunda etapa teve um panorama bem diferente. O Nacional colocou a vantagem de dois gols no geral embaixo dos braços e fez de tudo para administrar e deixar o tempo passar. A Chape também não demonstrava forças para reagir. Kleina ainda apostou nas entradas de Nadson, Bruno Silva e Alan Ruschel, mas os goleiros sequer trabalharam.

Dessa forma, O Nacional segue vivo na Copa Libertadores da América e o Brasil perde um representante no torneio. A Chapecoense retorna ao seu país natal focada agora no Campeonato Catarinense, onde é vice-líder.

Vasco vence de novo e avança à próxima fase

Depois de golear por 4 a 0 na primeira partida, o Vasco garantiu a classificação para a próxima fase da pré-Libertadores ao derrotar o Universidad Concepción por  2 a 0 em partida disputada na noite desta quarta-feira, em São Januário.  Os gols foram marcados por Paulinho e Yago Pikachu, ambos no primeiro tempo. Na próxima etapa da competição sul-americana, o Vasco vai enfrentar o ganhador do clássico boliviano entre Jorge Wilstermann e Oriente Petrolero, que duelam nesta quinta-feira. Na ida,o Wilstermann ganhou, de virada, por 2 a 1.

O resultado foi justo. O Vasco começou bem melhor e abriu uma vantagem logo no início da partida. No segundo tempo, o time cruz-maltino perdeu Erazo, expulso por agredir um adversário, e teve que diminuir seu ímpeto para suprir o desfalque e se preocupar apenas em administrar a vantagem. O Concepción chegou a ameaçar no segundo tempo, mas também teve um jogador excluído e desistiu de lutar por um melhor resultado.

O jogo 

Apoiado por uma torcida entusiasmada, o Vasco partiu para o ataque assim que a bola rolou. E depois de ter exigido duas saídas do goleiro Muñoz, o time de São Januário marcou o primeiro gol aos seis minutos. Wagner foi lançado pela esquerda e cruzou para a entrada fulminante de  Paulinho que bateu firme para o gol. Foi o mais jovem jogador do Vasco a marcar um gol na Libertadores.

Depois de sair na frente, o time de São Januário passou a cadenciar o jogo, enquanto o Universidad, sem outra alternativa, partiu para tentar o gol do empate. Aos 16 minutos, Morales mandou a bomba, Martín Silva defendeu parcialmente e depois dividiu com Martinez para evitar o empate, mas o árbitro marcou impedimento do jogador chileno.

A resposta cruz-maltino fez boa jogada individual e bateu de esquerda para boa defesa de Cristian Muñoz.

A equipe chilena ficava mais tempo com a bola no pé e procurava espaços para penetrar na defesa do Vasco. Aos 19 minutos, Droguett chutou forte para boa defesa de Martín Silva. O goleiro uruguaio voltou a aparecer bem aos 25 minutos, Ele saiu jogando errado, mas conseguiu se recuperar e fazer grande defesa na conclusão de Santiago Silva.

O time da casa permitia que o adversário ficasse com a bola para tentar aproveitar os espaços, mas o meio-campo mostrava lentidão e não conseguia construir boas jogadas de ataque.

O Vasco só voltou a incomodar aos 32 minutos em cobrança de falta executada por Evander, mas a zaga chilena aliviou o perigo.

Aos 39 minutos, o Universidad Concepción deu novo susto na torcida. Após cruzamento na área, Morales cabeceou com grande perigo, mas a bola encobriu o travessão defendido por Martín Silva.

Mesmo sem produzir um grande futebol, o Vasco ampliou aos 42 minutos. Pikachu iniciou a jogada pela direita e depois apareceu na pequena área, pela esquerda, para cabecear o cruzamento de Paulinho.

O Universidad voltou modificado para o segundo tempo e passou a pressionar. Logo aos três minutos, o zagueiro Erazo agrediu Pacheco com uma cotovelada e recebeu cartão vermelho, deixando o Vasco com um jogador a menos. Para recompor a defesa, o técnico Zé Ricardo trocou o meia Evander pelo zagueiro Paulão.

Com um jogador a menos, o Vasco passou a administrar a vantagem enquanto o time visitante tentava pressionar para marcar, pelo menos, o primeiro gol. Aos 16 minutos, o lateral De la Fuente entrou muito forte em Wagner e também recebeu cartão vermelho.

Em igualdade de condições, o Vasco voltou a determinar o ritmo da partida. Aos 17 minutos, Rios fez boa jogada e cruzou para a entrada de Paulinho, mas a zaga chilena conseguiu desviar para escanteio.

Aos 21 minutos, o Vasco quase chegou ao terceiro gol. Andrés Rios investiu pela direita e cruzou para a entrada de Paulinho, mas o zagueiro Pacheco conseguiu desviar e impedir a conclusão do atacante brasileiro. Logo depois, Zé Ricardo trocou o volante Desábato pelo atacante colombiano Riascos  que vinha sendo pedido pela torcida. O jogador argentino, um dos destaques da equipe, pediu para sair. Para recompor o meio campo, o treinador do Vasco colocou o volante Andrey e tirou Wagner.

Aos 34 minutos, Riascos foi lançado pelo meio, ganhou do zagueiro, mas bateu para fora. Um minuto depois, o atacante colombiano desperdiçou outra grande oportunidade, ao desviar para fora um passe preciso de Henrique,

Na busca pelo chamado gol de honra, o Concepción só voltou a ameaçar aos 40 minutos em chute forte de Drogett que desviou na zaga e encobriu o travessão defendido por Martín Silva.

GAZETA ESPORTIVA

Leia mais notícias do Esporte

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.