Home / Política / Lucélio defende valorização e negociação permanente com o servidor

Lucélio defende valorização e negociação permanente com o servidor

Compartilhe:

O candidato ao Governo do Estado pela coligação Força da Esperança (PV, PSDB, PP, PSD, PTC, PRTB, SOLIDARIEDADE, DC, PSL, PPL, PHS, PSC), Lucélio Cartaxo, participou, na manhã desta quarta-feira (12), do programa Jornal da Manhã, na rádio Jovem Pan. Lucélio defendeu a valorização do servidor público e disse que sua gestão mudará a dinâmica da relação entre a categoria e a administração estadual, hoje em constante clima de tensão.

+ Após facada, Jair Bolsonaro vai a 30%; Haddad tem 8%, diz BTG Pactual

“Acredito que o sucesso de uma gestão passa pelo bom desempenho dos servidores. E só podemos alcançar esses resultados dando a eles boas condições de trabalho. O funcionalismo público pode esperar da nossa gestão diálogo e valorização. Vamos manter uma mesa permanente de negociação, porque hoje diversas categorias são prejudicadas por não conseguir uma simples conversa com o atual gestor”, disse.

Lucélio destacou setores essenciais ao desenvolvimento do Estado, que hoje são prejudicados pela falta de diálogo. “O ciclo do atual governo está encerrando. E diversas categorias sabem a importância disto, já que têm uma relação péssima com a gestão, estão aí o Sindifisco, os policiais civis e militares, os professores e servidores da UEPB: categorias importantes para nosso desenvolvimento, mas que não conseguem sentar com a gestão para pensar soluções conjuntas”, disse.

Na avaliação de Lucélio, o distanciamento entre o Governo do Estado e os servidores tem provocado fissuras no exercício das funções, daí a importância de promover ajustes nesta relação. “Sem demagogia, não vou prometer resolver os problemas do Estado em seis meses, como já foi prometido pela atual gestão, mas acreditamos em garantias essenciais: vamos analisar o orçamento do Estado, abrir as portas do Palácio e pensar como poderemos, com humildade, de forma progressiva, melhorar a vida dos servidores públicos”, disse.

ASSESSORIA

Leia mais notícias da política

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.