Home / Economia / MEC libera R$ 5,4 milhões para escolas integrais da PB

MEC libera R$ 5,4 milhões para escolas integrais da PB

Compartilhe:

O Ministério da Educação (MEC) liberou a transferência de R$ 5,4 milhões para Paraíba em recursos referentes ao Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, sendo R$ 3,8 milhões referente ao valor de capital do repasse e R$ 1,5 milhão de valor de custeio de repasse.

+ 14 prefeituras da PB receberão recursos para ações contra obesidade infantil nas escolas

A autorização foi publicada em portaria da edição desta segunda-feira (26) do Diário Oficial da União. Para todo Brasil, mais de R$ 99 milhões foram destinados para o projeto.

De acordo com a legislação que regulamenta o projeto (Lei nº 13.415/2017 e a Resolução FNDE nº 7/2016), os recursos devem ser utilizados com as despesas para a manutenção das escolas de ensino médio integral, que incluem a remuneração e o aperfeiçoamento do pessoal docente e demais profissionais da educação; aquisição, manutenção, construção e conservação de instalações e equipamentos necessários ao ensino; uso e manutenção de bens e serviços vinculados ao ensino; realização de atividades-meio necessárias ao funcionamento dos sistemas de ensino; e aquisição de material didático-escolar e manutenção de programas de transporte escolar.

Plano

Uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) é garantir que a educação em tempo integral esteja disponível em, no mínimo, 50% das escolas públicas, atendendo a pelo menos 25% dos estudantes da Educação Básica do País até 2014. Hoje, a modalidade de ensino atinge 40,1% das escolas públicas e 15,5% das matrículas.

Com o estudo em tempo integral, os alunos passam a participar de atividades em ambiente escolar por 7h diárias. Atualmente, a maior parte dos estudantes do Brasil fica entre 4h e 5h nas escolas.

MAIS PB

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.