Home / Paraíba / Mulher é executada a tiros e ordem para crime pode ter saído de presídio

Mulher é executada a tiros e ordem para crime pode ter saído de presídio

Compartilhe:

Uma mulher foi executada com vários tiros na madrugada desta quarta-feira (11), no bairro do Roger, em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, o crime foi cometido por homens que se aproximaram em um carro preto. A vítima, atingida por disparos na cabeça e nos braços, seria companheira de um homem que cumpre pena na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1). A suspeita inicial é de que ele seja o mandante do crime. Nenhum dos executores foi preso.

+Disfarçados de passageiros dois homens armados com revólver e espingarda 12 fazem arrastão em Van

De acordo com o delegado Paulo Josafá, em entrevista à TV Correio, a polícia investiga se o crime teria sido passional. Um homem identificado apenas como Samuel estaria mantendo um relacionamento com a vítima. A família dele disse a polícia que chegou a alertá-lo sobre o risco da relação, mas o homem negava ser namorado da vítima, alegando que entre os dois existia apenas amizade.

Até o início da manhã, a polícia não tinha encontrado Samuel. “A família estava aflita, achando que ele também poderia ter sido vítima nesse caso”, contou o delegado. Paulo Josafá acrescentou que, instantes após o crime, a moto de Samuel foi encontrada abandonada em um terreno no bairro Alto do Mateus.

“Nas evidências, Samuel deve estar dentro da cena do crime. Ou como acusado, ou como vítima. Se ele está envolvido no crime ou se está como vítima será esclarecido no decorrer das investigações”, finalizou o delegado.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

PORTAL CORREIO

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.