Home / Esporte / No jogo de despedida de Júlio César dos gramados, Flamengo vence o América/MG
Foto: Globo Esporte

No jogo de despedida de Júlio César dos gramados, Flamengo vence o América/MG

Compartilhe:

A noite foi de festa e emoção para o Flamengo neste sábado, diante do América Mineiro, no Maracanã. Na despedida dos gramados do goleiro Júlio César, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0, e conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Henrique Dourado marcou os dois gols para a equipe da casa.

+ Corinthians derrota o Independiente e dá passo importante por vaga

Na terceira rodada do Nacional, o Fla visita o Ceará no Castelão no próximo domingo. Antes, na quarta-feira, o compromisso será pela Libertadores, e o adversário o Santa Fé, em Bogotá, na Colômbia. Já o América tentará a reabilitação no Independência diante do Vitória, na segunda-feira dia 30.

O Jogo

Empurrado pelos mais de 50 mil torcedores presentes no Maracanã, o Flamengo foi para cima do América assim que a bola rolou. O time Mineiro começou a partida todo postado na defesa, e esperando uma chance para contra-atacar.

A pressão rubro-negra foi grande até os 15 minutos de jogo, mas não produziu muitas chances reais de gol. O primeiro lance de perigo foi aos três, na cobrança de um escanteio pela direita do ataque. Rodinei levantou no primeiro pau e Lucas Paquetá se antecipou para cabecear, mas a bola cruzou a frente do gol e saiu pela linha de fundo do outro lado.

Aos 11, Cuellar rebece uma bola recuada na intermediária e arrisca de longe. A bola passou perto mas por cima do travessão de Jory.

O América chegou com perigo pela primeira vez aos 15, em trama pela direita. Aylon recebe ao penetrar na área e na hora da conclusão, William Arão aparece para cortar para escanteio.

O Flamengo tinha o domínio territorial, mas o Coelho cresceu no jogo e começou a ameaçar a meta de Júlio César. Aos 22, escanteio pela deireita e a bola foi levantada na área. O goleiro do Fla cortou de soco, e Carlinhos aproveitou o rebote e mandou uma bomba, mas Júlio César estava bem colocado e rebateu novamente.

A equipe carioca deu um banho de água fria nas ambições do Améria aos 28. Vinícius Jr fez trabalou pela ponta esquerda e fez lançamento preciso no segundo pau para a entrada de Henrique Dourado, que tocou para o fundo da rede.

Três minutos depois, Vinícius Jr. puxa o contra-ataque ainda do seu campo com um toque por entre as pernas do marcador, e parte em velocidade. Já na intermediária adversária, Paquetá domina e enfia para Dourado na área. O goleiro Jory sai do gol e derruba o centroavante do Fla.

O árbitro apontou para o tiro de meta, e ouve princípio de tulmulto entre os jogadores. Depois de consultar o juiz de linha, o árbitro marcou pênalti. Dourado cobrou e ampliou a vantagem rubro-negra: 2 a 0.

O América quase surpreende aos 43. Aylon avançou pela intermediária e soltou uma bomba de longe. Renê tentou cortar mas a bola subiu e acertou o travessão de Júlio César, que se esticou todo para tentar a defesa.

O Flamengo voltou sem modificações para o segundo tempo, já o Coelho foi com Marquinhos no lugar de Luan. Os mineiros retornaram com o propósito de reagir e deram trabalho. A despedida de Júlio César foi de muita ação por parte do veterano.

Os primeiros 20 minutos foram de pressão do América. O Flamengo, mais lento, não conseguia criar jogadas e dava espaço para o adversário chegar. Aos 7, o lateral Carlinhos levantou na área e Rafael Moura subiu mais que a zaga para acertar bela cabeçada. Júlio César faz grande defesa e salva o Flamengo.

A mesma jogada se repetiu aos 10. Carlinhos cruzou, mas desta vez foi Serginho quem cabeceou. A bola foi pela linha de fundo.

O Flamengo respondeu aos 12 na cobrança de escanteio pela direita. Paquetá cobrou, Arão desviou de cabeça e Réver tentou a conclusão, mas a bola subiu e saiu por cima do travessão.

O América voltou a carga dois minutos depois. Marquinhos cruzou da direita e levantou no segundo pau. Depois de um bate rebate, a bola sobrou para Juninho livre no meio da área. Ele tenta a conclusão, mas manda para fora.

A equipe carioca foi se reencontrando em campo e deixou de passar sufoco. Aos 23, Arão recebe de Geuvânio na direita e é derrubado. Falta que Paquetá cobrou direto e Jory defendeu.

O Flamengo mostrou desgaste no final da partida e o técnico Maurício Barbieri fez várias substituições. O primeiro a sair foi Vinícius Jr. para a entrada do volante Jonas, que teve a missão de fechar o lado esquerdo da defesa.

Na sequência, saíram Geuvânio, para a entrada de Marlos, e depois Paquetá, para a entrada de Jean Lucas. Júlio César, mesmo com cãibras, não deixou o campo e brilhou com mais defesas importantes e teve seu nome gritado pela torcida.

Aos 40, defendeu chute de Serginho de fora da área. No minuto seguinte, escanteio de direita e Juninho acertou o cabeceio e novamente Júlio César fez grande defesa para garantir o placar.

Após o apito final, com a torcida vibrando muito, o goleiro deu a volta olímpica no Maracanã.

GAZETA PRESS

 

Leia mais notícias do Esporte

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anunciar no Portal: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.