Home / Brasil / Policial militar e garota de 15 anos são encontrados mortos dentro de motel em SP

Policial militar e garota de 15 anos são encontrados mortos dentro de motel em SP

Compartilhe:

Um policial militar e uma adolescente de 15 anos foram encontrados mortos na madrugada deste sábado (14) em um motel na Zona Leste de São Paulo. Um amigo do PM que estava no mesmo quarto que o casal com outra garota de 15 anos foi preso no local, suspeito de matar a menor com a arma do policial. O suspeito nega ter efetuado disparo.

+ Tentativa de resgate de presos termina com 21 mortos no Pará

Segundo o boletim de ocorrência do caso, após ver o tiro disparado contra a adolescente, supostamente de forma acidental, o PM se desesperou, pegou a arma de volta do amigo e se matou. A informação foi dada à polícia pela amiga da garota morta que também participava do encontro.

As informações foram confirmadas neste domingo (15) ao G1 pela assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

O caso foi registrado no 10º Distrito Policial (DP), Penha, como homicídio e suicídio. Para a Polícia Civil, o caixa Vinicius da Silva Oliveira, de 19 anos, matou a estudante e, em seguida, o policial, de 21 anos, tirou a própria vida.

Segundo policiais, o PM e o caixa haviam conhecido as duas amigas adolescentes numa balada e combinaram com elas de irem ao motel Drive-in Vintage, que fica na Rua Joaquim Marra, na Vila Matilde. Os quatro dividiram o mesmo quarto.

Motel

De acordo com policiais, os dois casais foram ao motel no carro do PM, que estava de folga. Como eles estavam com garotas menores de idade, pediram para as duas se esconderem no banco de trás.

A amiga da garota morta contou à polícia que, dentro do quarto, o caixa manuseava a arma do policial. A pistola, uma .40, teria disparado acidentalmente na cabeça da adolescente. O PM, então, entrou em pânico e se suicidou, conforme contou a garota.

A versão do suspeito é diferente. Ele contou à polícia que o PM brincava com a arma e matou a adolescente acidentalmente. E por isso o policial teria se matado depois.

Funcionários ouviram disparo

De acordo com policiais, foram funcionários do motel que telefonaram para a PM pedindo ajuda após escutarem o disparo dentro do quarto.

A pistola .40 e celulares dos quatro foram apreendidos e serão periciados. A polícia pediu ao motel imagens das câmeras de segurança para ajudar na investigação.

A reportagem procurou o motel Vintage para comentar o assunto. Uma funcionária informou que o estabelecimento colabora com as investigações e não poderia dar mais detalhes por orientação do seu departamento jurídico.

G1 SP e TV GLOBO

 

Leia mais notícias do Brasil

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anunciar no Portal: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.