Home / Brasil / Preso um dos maiores assaltantes de bancos do Nordeste

Preso um dos maiores assaltantes de bancos do Nordeste

Compartilhe:

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa, em parceria com a Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, realizou nessa terça-feira (8), no bairro de Manaíra, zona oeste da Capital, a prisão de Laerte Ambrósio de Oliveira, 38 anos, e José Carlos Silva do Nascimento, 46 anos.

+ STJ nega recurso de Rita Lee, que terá que indenizar policial sergipano

+ PRF apreende mais de 2 toneladas de maconha em carga de laranja, no PR

Os dois são acusados de praticar assaltos a banco em diferentes estados do Nordeste. A dupla foi presa em um carro com documentação falsa.

De acordo com as investigações, Laerte é considerado um dos maiores assaltantes de banco da região, sendo o chefe de uma quadrilha com atuação da Bahia ao Ceará. Ele estava cumprindo pena no presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, mas fugiu em janeiro deste ano.

Desde então, estava sendo procurado pela polícia. No dia 29 de julho, Laerte escapou de um cerco policial realizado na cidade de São José de Mipibu.

Na granja onde estava escondido, foram encontrados materiais usados pelo grupo nas ações criminosas, entre eles explosivos, que de acordo com o Deicor eram para causar explosões em até 200 agências bancárias.

Os levantamentos da Polícia Civil mostram que o chefe da quadrilha participou dos roubos às agências bancárias das cidades de Monte Alegre e Belém, no estado da Paraíba, e do roubo a um carro forte no município de São Pedro (RN).

José Carlos, preso com Laerte, era pago por ele para esconder em uma casa na cidade de Goianinha, também naquele estado, o dinheiro roubado das agências, além de explosivos, armas e materiais usados nas ações criminosas. A casa servia de ponto de encontro e apoio para o bando.

Depois da prisão dos suspeitos, os policiais apreenderam na casa de José Carlos um veiculo roubado, uma submetralhadora 9mm, munições, uma grande quantidade de grampos, uma impressora, uma CNH falsa, duas identidades falsas em nome de Adriano de Sousa Tito e Alexandre de Lima Cunha, aparelhos celulares, cadernos com anotações e relógios.

A dupla foi autuada em flagrante pelos crimes de receptação de veículo roubado, posse de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e adulteração de sinais identificadores de veículos. Laerte e José Carlos foram encaminhados para o Rio Grande do Norte.

Nesta quarta feira (9), dando continuidade às diligências, a Polícia Civil da Paraíba prendeu mais um integrante da quadrilha.

“Hoje a nossa equipe conseguiu prender em um flat, no bairro de Manaíra, Francisco Renato da Penha, 37 anos. Ele é investigado por ter participado de vários assaltos a agências bancárias realizados aqui na Paraíba e no Rio Grande do Norte. Francisco Renato também tem um mandado de prisão preventiva expedido pela comarca do município paraibano de Paulista. Ele está recolhido na carceragem da Central de Polícia, em João Pessoa, e será encaminhado nesta quinta-feira (10) para audiência de custódia. A integração entre a Polícia Civil da Paraíba e do Rio Grande do Norte foi fundamental para o êxito desse trabalho, que retira de circulação pessoas responsáveis por crimes patrimoniais contra instituições financeiras em todo o nordeste e que ofereciam perigo para a sociedade”, concluiu o delegado João Paulo Amazonas, da DRE.

SECOM/PB

 

Veja outras notícias em www.catoleagora.com

Acompanhe também nossas notícias no Facebook.

Contato com o Catolé Agora: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

Dobra número de casos de carros clonados na Paraíba em 2017, diz Detran

Mais que dobrou o número de casos de carros clonados na Paraíba somente em 10 ...

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.