Home / Destaque / Rodolpho Carlos é preso por atropelar e matar agente da Lei Seca em João Pessoa

Rodolpho Carlos é preso por atropelar e matar agente da Lei Seca em João Pessoa

Compartilhe:

O juiz Marcos William determinou a prisão de Rodolpho Carlos Gonçalves da Silva acusado de atropelar e matar o agente de trânsito Diogo Nascimento durante uma blitz da lei seca no bairro do Bessa. A determinação ocorreu na tarde desta segunda-feira (24).

O acusado foi preso no prédio onde mora, em Manaíra, área nobre de João Pessoa. Os advogados dele negaram a informação, mas ela foi confirmada ao Portal Correio não só pelo juiz, como também pelo delegado superintendente da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela.

+ Jovem é morto a tiros na manhã desta segunda na zona rural de Catolé do Rocha

De acordo com o delegado, ele foi preso no mesmo local onde foi apreendido o Porsche, carro usado no crime. O delegado informou que Rodolpho Carlos foi levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no Geisel, onde vai aguardar a audiência de custódia que deverá ocorrer nesta terça-feira (25). Se a prisão for mantida, ele poderá seguir para algum presídio de João Pessoa.

Segundo o juiz Marcos William, titular do 1º Tribunal do Júri da Capital, o processo foi analisado por ele, que decidiu pela prisão e encaminhou o processo ao cartório. “Já designei audiência e está caminhando o processo. Determinamos pela prisão de Rodolpho Carlos”, afirmou o juiz.

O caso

Diogo Nascimento foi atropelado na madrugada do dia 21 de janeiro quando trabalhava em uma operação da Lei Seca no Bessa, em João Pessoa. O acusado de atropelá-lo, Rodolpho Carlos, desobedeceu a ordem de parada e avançou um Porsche sobre o agente. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas morreu no dia seguinte.

A Justiça pediu que Rodolpho fosse preso, mas o desembargador Joás de Brito concedeu habeas corpus na madrugada do domingo (22), antes mesmo do suspeito ser detido. O carro dele foi apreendido. Durante a semana que se sucedeu ao atropelamento, a Polícia Civil e o Ministério Público da Paraíba formularam novo pedido de prisão de Rodolpho e o caso ficou pendente até esta segunda-feira (24), quando foi tomada a decisão do juiz Marcos William.

PORTAL CORREIO

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.