Home / Esporte / Rodriguinho faz dois e Corinthians vence o Flu no fim na Arena

Rodriguinho faz dois e Corinthians vence o Flu no fim na Arena

Compartilhe:

Rodriguinho é o melhor jogador do Corinthians na temporada. Depois de marcar gols decisivos no mata-mata do Paulista, o meia voltou a mostrar que tem muita importância na equipe na tarde deste domingo, na Arena Corinthians. Diante de um bem montado e, por momentos, ousado Fluminense, o armador abriu o placar no fim do primeiro tempo e, quando o Timão parecia aceitar o empate, descolou um belo voleio para determinar o 2 a 1 corintiano. Richard foi quem descontou.

Com arbitragem polêmica, Vitória e Flamengo ficam no empate

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Paraná, em partida agendada para o próximo domingo, às 11h (de Brasília), na Vila Capanema, em Curitiba. Antes, porém, eles terão um duro compromisso frente ao Independiente-ARG, na quarta-feira, na Argentina, pela terceira rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores da América. Já Abel Braga e sua trupe terão pela frente o Cruzeiro, também no domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Rodriguinho salva nos acréscimos

O Corinthians apostou em uma equipe semelhante à que encarou os grandes jogos do time no ano, sem jogador de referência no ataque, com quatro meias possuindo a incumbência de se movimentar e abrir espaços na zaga do Flu. Além dos três zagueiros idealizados por Abel, os cariocas se postaram com dois laterais fechando uma primeira linha de cinco e os meio-campistas realizando a segunda marcação em uma linha de quatro.

Dessa forma, coube ao Timão rodar bastante a bola no campo de ataque, atingindo o patamar de mais de 60% da posse da bola, mas sem muita efetividade. A maioria dos lances terminou em chutes arriscados de fora área, com destaque para as tentativas de Renê Júnior e Romero. Na primeira resposta, aos 20, os cariocas viram Pedro dominar incrivelmente livre na área, mas demorar para chutar e ser travado.

Confortável com a marcação encaixada, o time visitante passou a sair um pouco mais do campo de defesa no terço final da etapa, apostando em laterais cobrados na área para Renato Chaves e Gum. No lance mais perigoso, após falta sofrida pelo bom Pedro, a bola foi batida com muita força pelo equatoriano Sornoza, cruzando toda a pequena área sem ninguém para desviá-la à rede de Cássio.

Um dos poucos que conseguiu criar dificuldade para o Fluminense, Romero foi brindado com um lance decisivo pouco antes do intervalo. Em escapada pela direita, cruzou e viu o rebote cair novamente no seu pé. Frente a frente com Frazan, o paraguaio ameaçou cruzar de direita, cortou o rival e abriu espaço para, de esquerda, achar Rodriguinho entre os zagueiros. O meia, então, cabeceou bem, no canto esquerdo, sem chances para Júlio César.

Flu melhora, mas Rodriguinho resolve

O Alvinegro voltou para o segundo tempo confiante que a vantagem adquirida facilitaria seu trabalho, abrindo mais espaços na zaga do adversário. O 1 a 0, no entanto, durou muito pouco tempo no placar. Após lateral cobrado pelo lado esquerdo por Ayrton Lucas, Gum desviou na primeira trave e deixou a bola viva. Pedro, sem marcação, desviou na segunda trave e achou Richard livre na pequena área para estufar a rede de Cássio.

O gol deu confiança aos cariocas, que passaram a atacar com mais gente do que em todo o primeiro tempo. Pablo Dyego, em boas investidas pelo lado direito, conseguiu criar perigo para a retaguarda corintiana, principalmente quando ia para cima de Sidcley. Do outro lado, aproveitando a boa jornada de Romero, o Timão quase retomou a vantagem em chute do paraguaio que a zaga mandou para escanteio.

Mesmo retraído, o Flu continuou a levar perigo nos contra-ataques, principalmente quando conseguia cortar os passes dos volantes alvinegros na saída de bola. Tanto Ralf quanto Renê Júnior erraram bastante esses lances, dando a Sornoza e Pedro boas chances de concluir. Os dois, no entanto, não conseguiram mostrar a precisão necessária, desperdiçando a chance de colocar os visitantes na frente.

Carille, então, resolveu lançar mão de Emerson Sheik, Maycon e Pedrinho, dando mais vitalidade ao seu ataque. E foi justamente em um lance construído pelos substitutos que veio a vitória. Maycon recebeu na frente após boa jogada construída pelo ataque, acionou Emerson Sheik na linha de fundo e o atacante cruzou na medida para Rodriguinho, que bateu de primeira e fez a festa da torcida em Itaquera.

GAZETA ESPORTIVA

Leia mais notícias do Esporte

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anunciar no Portal: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

Musa do Panamá, Wanessa Almeida posa sexy e brinca: “os homens têm medo de mim”; FOTOS

A modelo fotográfica Wanessa Almeida, que está no concurso Musa da Copa do Mundo, protagonizou ...

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.