Home / Brasil / SUS dá prazo de mais de 30 anos para fazer exame de paciente, em SC
Recepcionista recebeu prazo de 32 anos para realizar exame — Foto: Reprodução/NSC TV

SUS dá prazo de mais de 30 anos para fazer exame de paciente, em SC

Compartilhe:

O recepcionista Renato Guber foi informado pelo Sistema Único de Saúde (Sus) que terá que esperar 33 anos para realizar um exame de ressonância magnética. O caso aconteceu em Palhoça, na Grande Florianópolis. De acordo com o sistema, 1.080 pessoas estão na frente dele e a espera pode durar 12.150 dias.

+ Menina é picada por escorpião e morre por falta de antídoto

Atualmente, Guber tem 38 anos e pelo prazo dado, só fará o exame quando estiver com 71 anos. Em março de 2017 ele descobriu que tem uma fístula perianal. A doença forma uma ferida no final do intestino e provoca dor e sangramento. Dependendo da gravidade, só uma cirurgia poderia resolver o problema.

“Fiquei naquela de ir para posto de saúde, voltar para UPA para ver a situação, se tinha melhorado. Fui mandado até para a policlínica do Continente, solicitando uma cirurgia e depois de quatro meses nessa angústia, me mandaram de volta para o posto de saúde, com a autorização para encaminhar ao Hospital autorizado para fazer e a unidade me disse que não poderia fazer por falta de anestesista e me colocaram numa fila de espera”.

Em março, ele fez um empréstimo no banco para fazer a cirurgia particular. Em agosto, voltou ao SUS para tentar fazer uma ressonância magnética porque a doença parecia ter voltado.

“É desanimador porque eu nunca precisei ter que me humilhar ao ponto de ter que expor uma situação dessas, quando a gente tem o mínimo de direito, que é o atendimento de serviço público. A gente paga os impostos”, lamenta.

Resposta

Em nota, a Secretaria de Saúde de Palhoça disse que o procedimento de ressonância magnética é regulado pelo município, que tem 21 vagas por mês para o exame. Mas também deve realizar 250 este mês e em dezembro, por meio de mutirões.

A pasta disse também que o pedido de exame de Guber foi inserido no Sistema de Regulação em setembro e que a previsão de mais de 11 mil dias de espera para o atendimento foi anterior à avaliação do médico regulador, que classificou a prioridade como urgente, de acordo com os dados clínicos informados no pedido.

Essa lista de espera online é atualizada pelo Estado, conforme dados enviados pelos municípios. A Secretaria garante que agora, depois da regulação, Renato deve ser atendido em uma semana.

G1 SC

Leia mais notícias do Brasil

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.