Home / Extras / Veja 5 carros que vão sair de linha em 2017

Veja 5 carros que vão sair de linha em 2017

Compartilhe:

Depois de um 2017 cheio de lançamentos, 2018 mostra-se mais contido. As novidades que chegarão ao longo do ano ampliam a oferta das fabricantes, entrando em novos segmentos, como a Renault, com o Captur, e a Volkswagen, com o Polo. Porém, alguns carros estão próximos do fim da linha, para dar espaço ao novo, ou por seu baixo volume de vendas não justificar o custo de produção ou importação. Vamos ver quais serão os 5 carros que saírão das concessionárias em 2017.

+ Veja como economizar combustível do seu carro

O Chevrolet Captiva finalmente deixará o Brasil. Será substituído pelo novo Equinox, também importado do México e que já foi confirmado pela Gener

al Motors. A chegada de um SUV de tamanho próximo e bem mais moderno significa fim da linha do Captiva, que atualmente é vendido em versão única, por R$ 108.190 e equipada com motor 2.4 Ecotec de 184 cv (o V6 deixou o país em 2014). Estava tão mal nas vendas que nem aparece na tabela dos 40 SUVs mais vendidos.

Oficialmente, a Fiat diz que o Punto continuará nas lojas, mesmo com a chegada do novo hatch Argo. O que ouvimos há tempos é o contrário, que o hatch deixou de ser fabricado em Betim (MG) ainda em janeiro e agora vendem o restante do estoque. Após o lançamento do Argo, o Punto perderá seu sentido, já que é um modelo mais antigo. É o adeus de um dos carros mais bacanas de dirigir que a Fiat já vendeu no Brasil.

Outro que não morreu oficialmente, mas que não faz mais sentido é o Hyundai Tucson. A primeira geração do SUV chegou ao Brasil em 2005. Ou seja, há  12 anos. Convive com duas gerações seguintes, o ix35 e o New Tucson, além de brigar com o Creta, outro SUV compacto. Os números mostram que não vale mais a pena. É o 18º mais vendido, com 1.058 unidades emplacadas desde janeiro. Em 2016, fechou o ano na 6ª posição e com 11.203 veículos vendidos. Falta só o Grupo CAOA perceber que não vale o esforço.

Triste a história do Hyundai i30 no Brasil. Em 2010, era líder entre os hatches médios e um dos carros que ajudou a montar a imagem da marca coreana no Brasil. Hoje, é tão esquecido que o Grupo CAOA interrompeu sua importação sem previsão de volta. As chance

s da nova geração vir ao Brasil são pequenas e, se decidirem trazê-lo para cá, o farão apenas no ano que vem, quando acaba o “Super IPI”. Mas o baixo volume de vendas dos hatches médios já não justifica o esforço, com 1,28% de participação e caindo mais a cada mês – o mais vendido, Chevrolet Cruze Sport6, emplacou 1.873 unidades.

O fim da linha para o Volkswagen Tiguan acontecerá aos poucos. O lançamento da versão com motor 1.4 TSI foi feito para aguentar por mais um tempo, enquanto a produção no México não começa (os modelos feitos na Alemanha são destinados ao mercado europeu). Enquanto isso, a configuração 2.0 deixou de ser importada, em preparação para a chegada do Tiguan Allspace, versão de sete lugares prevista começar a ser vendida por aqui em 2018.

IG

Veja outras notícias em www.catoleagora.com

Acompanhe também nossas notícias no Facebook.

Contato com o Catolé Agora: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Veja Também

Romã e uva passa afastam sinais de envelhecimento; entenda

Algumas frutas possuem propriedades que ajudam a combater o envelhecimento precoce, entre elas está o ...

Comentários no Facebook