Home / Brasil / Após ser baleado e esfaqueado, professor tem orelha e dedos decepados em PE
Ilustrativa

Após ser baleado e esfaqueado, professor tem orelha e dedos decepados em PE

Compartilhe:

Um professor de 37 anos foi alvo de uma tentativa de homicídio no Sítio Capoeiras, na zona rural de Orobó, no Agreste do estado.

Leia também: Lavrador de 51 anos tem pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga em cirurgia

Segundo a Polícia Civil, Tadeu Paulo dos Santos da Silva teve um dedo e uma orelha decepados, foi baleado na perna e esfaqueado na barriga. A vítima foi deixada às margens da rodovia PE-88.

O crime aconteceu na segunda (20) e foi divulgado pela Polícia Civil nesta quarta (22). O professor estava em um bar com um amigo e, após saírem do local, seguiram para casa por essa rodovia estadual.

No caminho, foram perseguidos por um carro com três homens armados e encapuzados. Quando estava próximo à residência, a dupla foi abordada pelos criminosos.

Tadeu Paulo foi levado pelos criminosos no carro dele e jogado às margens da rodovia. O amigo que estava com ele foi deixado na PE-88, e, ao caminhar pela rodovia, encontrou o professor com ferimentos.

O professor foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para um hospital no município de Orobó. De acordo com a Polícia Civil, ele foi transferido para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife.

O G1 entrou em contato com o Hospital da Restauração para saber o estado de saúde do paciente, mas a unidade de saúde informou que não houve entrada de pacientes com o nome informado pela Polícia Civil. Até o horário da última atualização desta matéria, ninguém foi preso pelo crime.

G1 PE

Leia mais notícias do Brasil

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.