Ataque a bomba deixa mortos e feridos em mercado de Bagdá

Pelo menos 30 pessoas morreram nesta segunda-feira (19) na explosão de um artefato de fabricação caseira em um mercado em Sadr City, um subúrbio xiita no leste de Bagdá, capital do Iraque, informou um oficial da segurança à AFP.

“Foi um ataque terrorista e houve várias vítimas”, declarou, por sua vez, o Ministério do Interior iraquiano, sem fornecer um balanço.

De acordo com fontes médicas e de segurança, o saldo varia entre 28 e 30 mortes, incluindo pelo menos 4 menores, e entre 30 e 50 feridos. Duas fontes da segurança disseram à AFP que foi um ataque suicida.

O ataque, que ainda não foi reivindicado, ocorreu na véspera da festa muçulmana do sacrifício, ou Eid al-Adha.

Vídeos postados nas redes sociais mostram cenas de pânico no mercado.

Muitos membros das forças de segurança foram enviados ao local da explosão e os feridos, pelo menos quinze, foram levados para um hospital.

Este é o primeiro ataque na capital iraquiana desde janeiro, quando 32 pessoas morreram quando dois homens-bomba atacaram um mercado no centro da cidade. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Sadr City, um subúrbio popular de Bagdá, é o reduto dos partidários do líder xiita Muqtada al Sadr, cuja influência costuma ser decisiva na política nacional.

AFP

Foto: Reuters