Home / Mundo / Ataque suicida triplo mata ao menos 30 no nordeste da Nigéria

Ataque suicida triplo mata ao menos 30 no nordeste da Nigéria

Compartilhe:

Ao menos 30 pessoas morreram em um ataque suicida triplo em Borno, Estado do nordeste da Nigéria, disseram autoridades de emergência nesta segunda-feira, no maior massacre causado por homens-bomba neste ano no país. Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque de imediato.

Leia também: Homem esfaqueia crianças em ponto de ônibus no Japão; uma menina e um adulto morreram

O grupo Boko Haram e uma dissidência do Estado Islâmico realizam ataques frequentes contra civis e militares de Borno e já tiraram centenas de milhares de vidas, além de provocarem o deslocamento de milhões de pessoas.

“Ontem, perto das 20h, foi relatado que houve uma explosão muito alta em Konduga. Ao chegar ao local do incidente, descobrimos que havia muitas baixas. De fato, o saldo de mortes foi de mais de 30, e o de feridos de mais de 42”, disse uma autoridade do serviço de emergência à Reuters. Os militares não responderam a um pedido de comentário.

Mais cedo, o chefe do vilarejo, Bulama Kalli, disse que três homens-bomba participaram do ataque, visando um local em que moradores haviam se reunido para assistir a uma partida de futebol em um telão.

A maioria dos mortos já foi enterrada, e vários sobreviventes ainda estão hospitalizados em Maiguduri, disse Kalli.

O Boko Haram vê o futebol — que muitos nigerianos assistem bebendo cerveja — como anti-islâmico e a demonstração cabal da influência ocidental corruptora.

O governo da Nigéria diz que o Boko Haram e o rival Província do Estado Islâmico na África Ocidental foram essencialmente derrotados, mas estes continuam a realizar ataques contra alvos civis e militares.

REUTERS

Leia mais notícias do mundo

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.