Bebê é resgatada flutuando em caixa no rio Ganges, na Índia

Uma bebê com cerca de 21 dias foi resgatada flutuando em uma caixa de madeira no rio Ganges, na Índia, informou nesta quinta-feira (17) a polícia local, que disse ter aberto uma investigação.

Segundo relato dos policiais, a pequena era abrigada dentro de uma caixa decorada com tecidos vermelhos e imagens de deuses hindus.

Além disso, havia a inscrição da data de nascimento, hora, horóscopo e nome da bebê: Ganga – a palavra em hindu para o rio sagrado.

A recém-nascida, que foi encontrada na semana passada por um barqueiro, está em segurança e recebe atendimento em um hospital da região. A equipe médica disse que ela apresenta um bom estado de saúde.

“É difícil determinar quanto tempo ela ficou flutuando no rio”, disse o policial O. P. Singh à agência de notícias France Presse. “O barqueiro ouviu um choro que saía da caixa e encontrou a bebê.”

As autoridades do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, não falaram sobre as causas que podem ter levado a criança a ser abandonada.

No entanto, por conta da forte discriminação, o nascimento de uma menina em uma família pobre pode não ser algo bem aceito, já que é visto pela sociedade indiana como um “fardo econômico”.

Segundo a rede britânica BBC, o aborto ilegal de fetos do sexo feminino e o abandono de recém nascidas é uma prática comum nas áreas mais rurais do país.

O governo regional já anunciou que irá arcar com os custos para a criação da pequena Ganga – e o barqueiro que a encontrou foi presenteado com uma casa “por seu exemplo de humanidade”.

G1

Foto: Anil Kumar/Arquivo Pessoal