Catolé, Jericó e Mato Grosso estão com bandeira laranja no alerta da pandemia

Já está disponível na página oficial do Governo do Estado https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb a 4ª avaliação do ‘Plano Novo Normal Paraíba’. As novas bandeiras que orientam a retomada das atividades em todo o Estado e subsidiam os gestores municipais acerca do protocolo de controle da propagação do novo coronavírus apontam que 93% dos 223 municípios paraibanos estão com bandeira laranja ou amarela. A nova etapa de avaliação vale até 10 de agosto.

Nos municípios enquadrados na bandeira amarela residem 86,6% da população paraibana, onde são acumulados 93,18% dos casos de coronavírus no Estado. Já 10,77% dos paraibanos moram em municípios com bandeira laranja, e 2,62% em cidades com bandeira verde. Juntos, eles registram 6,81% dos casos confirmados de Covid-19.

No Médio Piranhas estão com bandeira AMARELA – Belém do Brejo do Cruz, Bom Sucesso, Brejo do Cruz, Brejo dos Santos, Cajazeirinhas, Lagoa, Paulista, Pombal, Riacho dos Cavalos, São Bento, São Bentinho, São Domingos e São José do Brejo do Cruz

bandeira_amarela_4_aval

Nos municípios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, podem funcionar atividades essenciais, como agropecuária; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes bancários e seguradoras; empresas de telecomunicação, comunicação e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extração, produção, siderúrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de logística, Correios e manutenção de veículos automotores; supermercados e afins; serviços de Saúde; tratamento de água e esgoto e coleta de resíduos; administração pública (observada a adoção regimes home office), além dos já sinalizados com adequações para funcionamento.

No Médio Piranhas estão com bandeira LARANJA – Catolé do Rocha, Jericó e Mato Grosso

bandeira_laranja_4_aval

Nos municípios com bandeira amarela, funcionam os já autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e serviços em geral; escolinhas de esporte sem contato físico (natação e tênis, por exemplo), com novos protocolos.

Todos os segmentos da economia e da sociedade podem retomar suas atividades nos municípios que se encontram na bandeira verde, observando a adoção de protocolos operacionais para funcionamento das diversas atividades, que terão como foco a proteção do indivíduo, que deve passar a viver o ‘novo normal’, fazendo escolhas e evitando o contato entre pessoas; ambientes fechados e confinados e aglomerações, mesmo ao ar livre.

De acordo com o levantamento, 185 (83%) municípios possuem bandeira amarela; 22 (10%) bandeira laranja; 16 (7%) bandeira verde; e nenhum bandeira vermelha. Em relação à última avaliação divulgada no dia 11 de julho, ficaram constatados um aumento de municípios sinalizados com bandeiras laranja ou amarela e uma redução de municípios com bandeira verde. Os números anteriores colocavam 182 (82%) municípios com bandeira amarela; 23 (10%) com bandeira verde; 18 (8%) com bandeira laranja; e nenhum com bandeira vermelha.

Estão liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas on-line, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

BLOG DO CLINTON MEDEIROS