Conheça em Catolé do Rocha o projeto “Criança Arte” que usa a capoeira para tirar crianças da rua

Há mais de 32 anos, Givanildo Cardoso (Mestre Pelado) realiza projetos voluntários sem nenhum fim lucrativo com crianças carentes em bairros de Catolé do Rocha-PB, através do projeto “Criança Arte”. Para o Mestre Pelado o seu principal objetivo é tirar das ruas crianças, jovens e adolescentes, além de apresentá-las a roda de capoeira.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE CATOLÉ DO ROCHA

Durante esses anos mais de mil capoeiristas entre crianças, jovens e adolescentes já passaram pelo projeto em Catolé do Rocha, incentivando a todos há ocupar seu tempo ocioso na capoeira, desenvolvendo disciplina, autoconhecimento e respeito.

Recentemente o projeto Criança Arte ganhou um grande parceiro, unindo-se com o projeto “Lutar e Vencer” do Rotary Clube de Catolé que têm como instrutor o empresário e lutador faixa preta em Jiu-Jitsu, George.

Tudo aconteceu quando George estava sem treinar devido à pandemia do novo coronavírus e ele precisava manter a forma física, e foi quando conheceu a capoeira que é uma luta que não precisa de contato físico através do trabalho de Pelado, e se encantou mais ainda quando viu de perto o projeto social do mestre capoeirista com crianças em vulnerabilidade social e com a dedicação do mesmo com o projeto apesar das inúmeras dificuldades enfrentadas para manter o trabalho.

George então teve a idéia de unir os projetos para que juntos possam agregar mais crianças, jovens e adolescentes em vulnerabilidade social, afinal são poucas as opções de lazer para as crianças, que sofrem diariamente com a criminalidade, o tráfico de drogas e a exploração sexual.

O foco do programa é fortalecer os laços culturais, escolares e familiares dessas crianças, formalizando parcerias com instituições que promovem saúde e bem-estar para todos os integrantes dos projetos. Para que isso aconteça, eles precisam da doação de recursos financeiros ou a doação de instrumentos e materiais para a prática de capoeira, incentivando crianças e jovens das comunidades a fazerem parte do projeto.

Se você concorda que as crianças, os jovens e adolescentes devem ter essa oportunidade, contribua e faça parte dessa energia! E venha conhecer de perto os nossos projetos, pontuaram George e Mestre pelado.

Hoje os treinos de capoeira estão sendo realizados de segunda a sextas-feira das 18 às 19 horas na área conhecida como Forró da Baixada próximo ao Bar do Capim.

FOLHA PARAIBANA