Home / Economia / Em nove anos, PB teve despesa de R$ 71 mi com acidente de trânsito

Em nove anos, PB teve despesa de R$ 71 mi com acidente de trânsito

Compartilhe:

Entre os anos de 2009 e 2018, a Paraíba gastou mais de R$71 milhões em internamentos no Sistema Único de Saúde (SUS) por conta de acidente de trânsito. Os dados foram levantados pelo Conselho Federal de Medicina, que aponta que em todo o país nesse mesmo período, as despesas do SUS chegaram próximo a R$ 3 bilhões.

Leia também: Vencedor da Mega-Sena que levou R$ 289 milhões é de Pernambuco, diz Caixa

O estudo também revela que nestes nove anos houve 43.679 internamentos pelo Sistema Único de Saúde causados por acidentes de trânsito.

Coordenador da Câmara Técnica de Medicina de Tráfego do CFM, José Fernando Vinagre vê sobrecarga no SUS por conta dos acidentes de trânsito. “Eles constituem um grave problema de saúde pública”, afirmou.

Na Paraíba, no ano de 2018 as despesas com acidentes de trânsito chegaram a R$4.815.151,79 – menos da metade dos custos em 2010, que foi de R$11.330.079,04, o maior registrado. Até 2016, oito mil pessoas morreram pelo mesmo motivo. Ainda conforme o CFM, apenas cinco estados registraram queda no número de internações por acidente de transporte, sendo a Paraíba um deles, com queda de 20%.

Segundo a análise do CFM, a cada hora, em média, cerca de 20 pessoas dão entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento grave decorrente de acidente de transporte terrestre.

Para a presidente da CFM, Carlos Vital, a solução para reduzir os acidentes depende de uma série de fatores de prevenção, reforço na fiscalização e sinalização, além de questões de infraestrutura e aprimoramento dos itens de segurança dos veículos.

“Neste contexto, os médicos desempenham papel fundamental nas discussões sobre direção veicular segura. O impacto desses acidentes nos serviços de saúde é alto. Leitos são ocupados, hospitais e médicos se dividem no atendimento entre os acidentados e os que procuram assistência médica para patologias que não poderiam prevenir, diferentemente dos acidentes de trânsito, que podem ser reduzidos e prevenidos”, destacou.

MAIS PB

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.