Home / Economia / Estado da Paraíba consegue renegociar dívida com o BNDES

Estado da Paraíba consegue renegociar dívida com o BNDES

Compartilhe:

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) renegociou a dívida de R$ 750,3 milhões da Paraíba. Agora, o estado terá um prazo de dez anos para realizar o pagamento, incluindo a carência de quatro anos.

Além da Paraíba, o Banco renegociou R$ 1,7 bilhão são relativos a São Paulo, o maior valor. Em seguida aparecem Bahia, com R$ 1,6 bilhão; Maranhão, R$ 1 bilhão; Piauí, R$ 515,8 milhões; Santa Catarina, R$ 440,7 milhões; Acre, R$ 397,7 milhões; Ceará, R$ 368,7 milhões; Mato Grosso do Sul, R$ 341,2 milhões; Sergipe, R$ 212 milhões; Alagoas, 156,6 milhões; Pernambuco, R$ 119,4 milhões e Rio Grande do Sul, R$ 106,9 milhões.

Segundo o banco, a renegociação da dívida de R$ 420,9 milhões do Amapá ainda depende de comprovação do cumprimento de todas as condições prévias. Não informou, porém, quais são essas condições. Informou ainda que todos os contratos renegociados ainda terão de ser confirmados pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

“Todas (as dívidas) são referentes ao Programa Emergencial de Financiamento (PEF 2) e ao Proinveste, programas de apoio à execução de despesas de capital constantes do Plano Plurianual (PPA) e das Leis Orçamentárias dos Estados e Distrito Federal”, informou.

MAIS PB, com ESTADÃO

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Deixe um Comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.