EUA autorizam vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

Os Estados Unidos autorizaram a vacina anti-Covid da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos nesta sexta-feira (29), uma nova etapa na campanha de imunização que tornará cerca 28 milhões de pessoas elegíveis para receber a vacina.

Essa autorização de emergência da FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos) ocorre após uma análise cuidadosa dos resultados dos testes clínicos conduzidos pela Pfizer em milhares de crianças.

Na terça-feira (26), 17 especialistas independentes convocados pela FDA votaram a favor da liberação do imunizante para essa faixa etária. Na abertura da reunião, o principal cientista da FDA, Peter Marks, disse que as crianças menores estavam “longe de estar livres dos danos da Covid-19”.

Ele acrescentou que, nesse grupo, houve 1,9 milhão de infecções e 8.300 hospitalizações nos Estados Unidos, das quais aproximadamente um terço precisou de cuidados intensivos. O grupo de especialistas decidiu com base nas evidências científicas sobre os benefícios da vacina de duas doses, administradas com três semanas de intervalo.

Antes da reunião, a FDA compartilhou um estudo da Pfizer que mostra que a vacina, com doses de 10 microgramas em vez dos 30 microgamas aplicados nos grupos de mais idade, tem uma eficácia de 90,7% para prevenir a Covid-19 sintomática e não apresenta problemas de segurança graves.

AFP