EUA vão doar até 60 milhões de doses da vacina de Oxford a outros países

Os EUA vão enviar até 60 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra covid-19, disse nesta segunda-feira (26) um funcionário do governo de Joe Biden, cuja decisão de não exportar o imunizante, que ainda não foi autorizado pela agência sanitária do país, foi objeto de críticas.

“Os EUA vão entregar 60 milhões de doses da vacina da AstraZeneca a outros países, à medida em que estejam disponíveis”, escreveu no Twitter Andy Slavitt, principal assessor da Casa Branca para a luta contra o coronavírus.

De imediato, não se sabe quantas doses estão prontas para serem enviadas ou para quais países iriam e Slavitt acrescentou que “neste momento ainda temos muito poucas disponíveis”.

Biden prometeu, nesta segunda, uma ajuda emergencial à Índia para enfrentar a arrasadora onda de covid-19 durante uma conversa por telefone com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, informaram ambos os governos.

Em um ponto não mencionado pela Casa Branca, os porta-vozes ndianos afirmaram que Modi pediu a Biden que reduza as exigências de propriedade intelectual para as vacinas contra a covid-19.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse a jornalistas que a FDA, agência que regula os medicamentos nos EUA, vai fazer o controle de qualidade das doses de vacinas de Oxford antes de envi[a-las para o exterior.

“Nossa equipe vai divulgar mais detalhes sobre nosso planejamento e quem receberá as nossas ofertas, mas ainda estamos no processo de planificação neste momento”, afirmou,

O governo Biden tem sofrido pressão para retirar as restrições para a exportação de vacinas, à medida que países como a Índia sofrem aumento massivo das infecções, enquanto o estoque norte-americano parece cada vez mais assegurado e a demanda interna começa a diminuir.

No mês passado, a Casa Branca disse que o governo estava agilizando o envio de cerca de 4 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca aos países vizinhos: 2.5 milhões de doses para o México e 1,5 milhão para o Canadá.

Nos EUA, onde a taxa de novos contágios de covid-19 está diminuindo novamente, quase 140 milhões de pessoas já receberam até o momento pelo menos uma dose de vacina contra covid, o que equivale a 42% de toda a população ou 53% da população adulta.

Três vacinas contra a covid receberam autorização da FDA: a da Pfizer, da Moderna e da Johnson & Johnson, cuja aplicação foi retomada na semana passada após uma breve pausa enquanto as autoridades avaliavam alguns raros casos de trombose.

No entanto, o país também produziu milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, que ainda não puderam ser utilizados.

AFP

FOTO: ROB ENGELAAR