Home / Destaque / Filho mata o próprio pai a facadas em Almino Afonso-RN e acaba preso

Filho mata o próprio pai a facadas em Almino Afonso-RN e acaba preso

Compartilhe:

Policiais do destacamento militar de Almino Afonso, coordenados pelo Sub-tenente Klevson Pereira, com apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) de Patu, sob o comando do Sgt Armendes, prenderam nesta madrugada de sábado, 13 de abril de 2019, um homem acusado de matar o próprio naquele município.

Leia também: 3 suspeitos morrem em confronto com a polícia no RN; arma de PM assassinado é recuperada

José Roberto Ferreira dos Santos, o “Roberto de Zé Galego”, foi preso por volta das 05h30min na comunidade de Caetano, na zona rural de Almino Afonso e não esboçou reação a voz de prisão dada pelos policiais. O acusado estava sendo procurado desde a noite de sexta feira (12), quando ocorreu o crime.

José Roberto teria matado seu próprio pai identificado como, José Ferreira dos Santos, “Zé Galego”, a golpes de faca em Almino Afonso e depois do crime fugiu para zona rural do município. Ao ser preso na madrugada de hoje, o acusado disse não lembrar de nada e que não tinha ciência de ter matado o pai, por que segundo ele estava bêbado.

Após a prisão, José Roberto foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Patu para lavratura do auto de prisão em flagrante. Após os procedimentos, o flagranteado foi conduzido ao sistema prisional do estado, onde ficará a disposição da Justiça.

O corpo de José Ferreira dos Santos foi removido, depois da perícia para a a unidade regional do ITEP em Pau dos Ferros, onde será examinado e depois liberado para sepultamento. O inquérito policial será instaurado pelo delegado de Patu Dr. Veranilton.

FIM DA LINHA

Leia mais notícias do RN

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.