Home / Economia / Governador da PB decreta isenção de ICMS na conta de energia de famílias de baixa renda
Foto: Danilo Alves/TV Cabo Branco

Governador da PB decreta isenção de ICMS na conta de energia de famílias de baixa renda

Compartilhe:

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), assinou nesta quarta-feira (2) um decreto que isenta a população de baixa renda da Paraíba de pagar o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) que incide no consumo de energia elétrica. O decreto também contempla os paraibanos que têm consumo médio de 3 kw de energia por dia.

+ Energia solar faz escola pública no Sertão da PB economizar 50% na conta de luz

O decreto foi assinado durante a primeira entrevista coletiva de João Azevêdo como governador, no Espaço Cultural em João Pessoa, logo após empossar os secretários de governo. A estimativa do governo é de que pelo menos 500 mil pessoas na Paraíba sejam beneficiadas com o decreto.

Para ter acesso ao benefício, a família que se encaixa no perfil de baixa renda vai precisar procurar a Energisa, concessionária de energia elétrica da Paraíba, e comprovar as condições.

João Azevêdo explicou que, inicialmente, a referência seria o consumo de 90kw/mês, mas essa conta foi alterada para uma média diária de 3kw. De acordo com o governador, foi a forma mais justa de contemplar os moradores tendo em vista que há variação no número de dias de acordo com o mês.

A coordenadora de serviços comerciais da Energisa, Andréa Araújo, explicou que atualmente a empresa atende a 72 mil famílias de baixa renda e que consomem até 50kw por mês. A nova medida deve incluir outras 140 mil famílias, somando 212 mil unidades residenciais.

G1 PB

Leia mais notícias de economia

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.