Home / Mundo / Leão mata seu dono em criadouro irregular na República Tcheca
Flickr

Leão mata seu dono em criadouro irregular na República Tcheca

Compartilhe:

Um leão de um criadouro não autorizado em uma propriedade particular na cidade de Zechov, no nordeste da República Tcheca, matou seu próprio dono, e depois foi abatido por agentes da polícia, informaram nesta terça-feira (5) as autoridades locais.

Leia também: Piloto morre em colisão entre aviões de equipe de acrobacias na Índia

O corpo de Michal Prasek, de 33 anos, foi encontrado por seu pai nesta terça-feira dentro do cercado e, para ter acesso ao corpo, que estava dilacerado, a polícia de Brno teve que abater o leão macho, de nove anos, e também a leoa prenha, de quatro anos, explicou um porta-voz da polícia.

Antes de matarem os animais, os agentes buscaram conselho de especialistas do zoológico de Zlin, que fica a cerca de 50 quilômetros do local, que recomendaram que os dois leões fossem abatidos.

Prasek construiu o criadouro privado para os dois leões em 2016 e, apesar de não ter autorização, o mesmo não foi fechado porque as autoridades não constataram maus tratos aos animais.

Alguns vizinhos declararam à imprensa local que, em algumas ocasiões, viram Prasek passear pelos arredores de seu sítio com a leoa presa em uma coleira.

Em uma ocasião, um ciclista de 38 anos que passava pelo local foi arranhado pela leoa e teve que ser atendido em um posto de saúde, mas as autoridades arquivaram o incidente como um “acidente de trânsito”.

Segundo o Ministério de Meio Ambiente da República Tcheca, existem no país vários criadouros privados, nos quais vivem 44 leões, 49 pumas, 20 tigres e oito leopardos.

R7

*Com EFE

Leia mais notícias do mundo

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.