Mãe é presa tentando vender filha recém-nascida para comprar roupas de grife, na Rússia

Uma jovem foi presa tentando vender a própria filha, uma bebê recém-nascida de apenas uma semana de vida.

Luiza Gadzhieva, 25 anos, admitiu que iria vendê-la e usar o dinheiro para comprar roubas e acessórios de grife. Especialmente, “novas botas”, confessou para polícia.

A mulher estava cobrando R$ 19,6 mil pela bebê (3 mil euros), o caso aconteceu em Moscou, na capital da Rússia.

Prisão

A mãe foi presa numa operação montada pela polícia, que se apresentou como potenciais pais adotivos interessados.

De acordo com informações das autoridades, a mulher estava confiante que conseguiria vender a filha recém-nascida e até já tinha discutido com a irmã quais as roupas que iria comprar com o dinheiro.

Foi marcado um encontro num café e a mulher foi detida na ‘armadilha’ montada pela polícia. “Após receber dinheiro, a suspeita passou a criança ao cliente e passou recibo”, disse a polícia russa em um comunicado.
A mãe da criança está presa. A bebê recém-nascida não corre risco de vida e foi entregue a uma instituição de proteção.

RIC MAIS