Home / Brasil / Mulher de 25 anos é presa após afogar bebê em represa
© Pixabay / Foto ilustrativa

Mulher de 25 anos é presa após afogar bebê em represa

Compartilhe:

Uma vendedora de 25 anos confessou ter afogado o próprio filho em uma represa de Itaquiraí, a 395 km de Campo Grande, e foi presa pela polícia após semanas de investigações. A mulher afirma que cometeu o crime em um “momento de bobeira”.

+ Tenente é suspeito de matar dois policiais militares dentro de carro em Manaus

“Ela foi intimada e, na delegacia, confessou o ocorrido, ressaltando que não fez pré natal, é portadora de HIV e então provavelmente a criança nasceria com a doença. Sobre o pai, não foi revelado por ela quem seria esta pessoa”, disse o delegado Edson Ruiz Ubeda, responsável pelo inquérito policial.

Segundo revela o G1, a polícia contou que a jovem teria escondido a gravidez da família e fez o parto sozinha, dentro do banheiro de casa, no dia 15 de dezembro. Dois dias depois, o pai dela encontrou o recém-nascido na represa, que fica na propriedade dele. A Polícia Militar (PM) foi ao local e a mulher foi chamada a depor.

A vendedora contou que a criança nasceu por volta de 8h (de MS) e ela não chegou a procurar nenhuma ajuda médica pós-parto, cortando sozinha o cordão umbilical e enrolando a criança em um cobertor.

A suspeita disse ainda que jogou o bebê no açude e que a criança não estava chorando.

A polícia afirmou que ninguém sabia que a jovem era portadora de HIV. Em depoimento, afirmou que um dos filhos também é portador do vírus, porém, se arrepende pois conseguiria criar a criança.

A mulher não tem antecedentes criminais e não permaneceu presa. Ela deve ser indiciada pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, ocultação de cadáver e a pena pode aumentar por a vítima ser uma criança menor de 14 anos.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Leia mais notícias do Brasil

Veja outras notícias em catoleagora.com

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.