O recado de Moro na Paraíba

Gestos falam mais do que palavras. E quando gestos se juntam às palavras são mais eloquentes.

A passagem do ministro Sérgio Moro, em visita surpresa, por João Pessoa, gritou alto.

VEJA MAIS NOTÍCIAS NO CATOLÉ AGORA

Com presença e entrevista, Moro referendou o trabalho da Polícia Federal e do Ministério Público paraibano no combate à corrupção.

Foi uma espécie de referendo pelo esforço em curso nas principais operações dos últimos meses, entre elas, a mais famosa, a Calvário.

Oficialmente, e via assessoria, o ministro quis dissociar a agenda na Paraíba das últimas descobertas da força-tarefa e consequentes prisões e denúncias.

Garantiu que a visita já estava programada desde a inauguração da nova sede da PF.

Impossível, todavia, não ligar os fatos.

A palavra de Moro foi de incentivo ao que chama de um dos principais “males do país”, a corrupção e a criminalidade.

“Nós temos incentivado a integração entre as Polícias Federal e Rodoviária Federal com as polícias locais. Aqui, na Paraíba, tem havido uma excelente integração com o Gaeco do Ministério Público Estadual. Fica meu elogio ao Gaeco e ao trabalho que vem sendo feito. Cabem todos os elogios”.

No script, o ex-juiz federal de Curitiba ressaltou a independência e autonomia das ações da PF e do Gaeco. O que não se duvida.

Mas o recado foi dado: na luta contra os crimes de colarinho branco, as duas instituições paraibanas podem contar com o apoio do Ministério da Justiça. E com o próprio Moro!

BLOG DO HERON CID