Operação Corpus Christi: acidentes deixam 95 mortos e 944 feridos nas rodovias federais do país

O feriado de Corpus Christi terminou com 95 mortes e 944 pessoas feridas em acidentes de trânsito nas rodovias federais do país. Os dados fazem parte de um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgado nesta segunda-feira (7).

De acordo com a corporação, foram contabilizados 894 acidentes pelo país, entre os dias 3 e 6 de junho. Segundo o balanço, Minas Gerais foi o estado com maior número de óbitos, com 14; seguido por Bahia, com 13; e Santa Catarina, com 11. Não há comparações com o ano anterior porque, em 2020, não houve operação devido à pandemia de Covid-19.

Além disso, 35.642 pessoas foram autuadas por descumprimento das normas de trânsito. As infrações mais comuns foram ultrapassagens indevidas (5.082), o não uso do cinto de segurança (3.588), o não uso do capacete (1.001), e a ausência do dispositivo de retenção – cadeirinha – para crianças (461).

Os agentes também realizaram 3 mil testes do bafômetro em motoristas. Segundo a PRF, 18% dos exames indicaram que os condutores tinham consumido álcool antes de assumir a direção.

Apreensões

A corporação também divulgou os dados de apreensões durante o feriadão. A PRF afirma que, de 3 a 6 de junho, recolheu quase 5 toneladas de drogas (maconha, cocaína e crack) e mais de 448 mil maços de cigarros contrabandeados.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, durante as abordagens, os agentes também apreenderam 26 armas de fogo e quase 1,5 mil projéteis transportados ilegalmente. “O prejuízo dado às organizações criminosas é estimado em mais de R$ 68 milhões de reais”, diz a PRF.

Operação no DF

Nas estradas que cortam o Distrito Federal e Entorno, foram registrados 28 acidentes, com 32 pessoas feridas. Não houve óbitos.

Além disso, 1.272 motoristas foram autuados por infrações, a maioria (380) por ultrapassagens indevidas. Segundo a PRF, 22 motoristas foram multados por dirigirem sob influência de álcool e 28 por se recusarem ao teste do etilômetro. Desses, 15 foram presos por embriaguez ao volante.

Os agentes também apreenderam três veículos ilícitos, três armas e 267 projéteis. Outras 37 pessoas foram presas por crimes diversos. Três delas eram procuradas pela Justiça.

G1 DF