Home / Policial / Padrasto é preso por aprisionar enteada de seis meses em depósito na PB

Padrasto é preso por aprisionar enteada de seis meses em depósito na PB

Compartilhe:

Policiais militares prenderam nessa terça-feira (27), no bairro Nordeste I, em Guarabira, um homem acusado de praticar maus tratos contra a enteada, de seis meses. Uma denúncia anônima informou a polícia sobre o caso.

+ Filho é preso acusado de espancar pais idosos, no Vale do Piancó

No local os policiais encontraram a menina aprisionada em um cômodo da casa destinado a depósito de materiais, bastante apertado e sem nenhuma iluminação. O homem foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por maus-tratos.

Ainda em Guarabira, no Bairro Esplanada, policiais da Rotam foram designados para atender a uma denúncia de tentativa de roubo em uma residência e, ao chegarem ao local, a Força Tática, em uma ação rápida, já estava com o acusado preso. Ele foi reconhecido pela vítima e, em seguida, foi conduzido pelos policiais para a delegacia para a adoção das providências legais.

MAIS PB

 

Leia mais notícias policiais

Veja outras notícias em catoleagora.com

Siga a página Catolé Agora no Facebook

Para anúncios ou informações: WhatsApp (83) 9.9676-1272

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.