Polícia faz maior apreensão de droga do ano escondida em carga de milho em MS

O Departamento de Operações de Fronteira (DOF) fez a maior apreensão de droga do ano de Mato Grosso do Sul até esta quinta-feira (18). O flagrante foi na MS-386, entre os municípios de Amambai e Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai.

Segundo o DOF, quase 21 toneladas de maconha, estavam escondidas em uma carga de milho, em uma scania que estava acoplado a um semirreboque.

Conforme a ocorrência, os militares deram ordem de parada ao condutor da carreta, que disse transportar cerca de 32 toneladas de milho. Os policiais desconfiaram do excesso de nervosismo do motorista e realizaram uma vistoria na carga, onde localizaram a presença dos fardos prensados do entorpecente.

Ainda de acordo com o DOF, o condutor, um homem de 37 anos de idade, residente em Joinville (SC), disse que pegou a carga de milho em Ponta Porã e seguiria até Guaíra (PR), onde receberia novas instruções para dar continuidade ao percurso. O veículo foi levado até Dourados (MS) onde os militares realizaram o descarregamento do milho em uma cerealista.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um patrulhamento ostensivo na rodovia MS-386.

A ocorrência foi registrada e direcionada para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde o condutor da carreta permaneceu à disposição da Polícia Judiciária.

Apreensões recordes

Segundo o DOF, de 1º de janeiro de 2021 até esta quinta-feira (18), foram apreendidos 41.361,260 toneladas de drogas, um aumento de 336,54% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas 9.474,774 toneladas.

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

G1 MS

Fotos: DOF/Divulgação