Profissionais do SAMU de Catolé do Rocha reivindicam implantação de insalubridade por parte da prefeitura

Profissionais do SAMU de Catolé do Rocha, que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus (COVID-19) além de prestar assistência em situações de urgência e emergência, estão reivindicando a implantação da insalubridade por parte da Prefeitura Municipal de Catolé do Rocha. Eles também pedem isonomia salarial com os mesmos cargos de cada função no município.

Segundo os profissionais que estão fazendo as reivindicações e que procuraram à nossa redação, eles já tentaram se reunir com a secretária municipal de saúde mas não obtiveram resposta favorável, apenas que tenham paciência pois a situação vai ser estudada. Eles alegam ainda que tem uma carta com as reivindicações para entregar à respectiva secretaria mas não tem quem receba o documento.

A implantação da insalubridade, segundo eles, é direito adquirido de acordo com a norma regulamentadora 15 (NR15), do Ministério do Trabalho, que elenca atividades ou operações insalubres e assegura ao trabalhador a percepção de adicional, incidente sobre o salário mínimo da região.

Um vídeo mostra o trabalho de desinfecção da ambulância após atendimento a paciente com suspeita de covid-19. (Veja abaixo). Algumas fotos foram enviadas à nossa redação pelos profissionais, para mostrar o risco que eles estão expostos e reforçar a importância da insalubridade almejada (Algumas imagens são fortes).

O portal Catolé Agora também está à disposição da secretaria municipal de saúde para quaisquer esclarecimentos sobre o assunto.

CATOLÉ AGORA