Registro de pessoas desaparecidas pode ser feito pela internet; veja como

Na Paraíba, qualquer cidadão pode registrar casos pessoas desaparecidas sem sair de casa, acessando a Delegacia On-line. O processo é simples: basta digitar o endereço eletrônico www.delegaciaonline.pb.gov.br, clicar no ícone ‘Pessoas Desaparecidas’ e informar às autoridades de segurança pública o sumiço de algum familiar ou amigo. Para isso, é necessário preencher um formulário, que será repassado para a delegacia responsável pela investigação.

Ao acessar a página, o usuário deve preencher os dados pessoais do desaparecido, bem como endereço e contato dos familiares.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DO COTIDIANO

“Os desaparecimentos devem ser informados o mais rápido possível. Ou seja, não precisa esperar um prazo de 24h como as pessoas pensam. Algumas informações são fundamentais para a Polícia e devem constar no histórico da ocorrência: dados sobre a última pessoa que teve contato com o desaparecido, descrições de características físicas do desaparecido, sempre que possível anexar fotografia, fornecer número de telefone e IMEI do telefone do desaparecido, informar se a pessoa desaparecida faz uso de remédios controlados, se tem histórico de tentativa de homicídio ou se esteve envolvido em ocorrências envolvendo entorpecentes ou prisões”, explica o delegado de Crimes contra a Pessoa da Capital, Carlos Othon.

Segundo ele, todos os detalhes são importantes e serão analisados pela equipe da Delegacia On-line, responsável por validar o registro.  Em seguida, as informações serão repassadas para as equipes de policiais que irão investigar o caso. Em João Pessoa, Campina Grande e Patos, essas ocorrências ficam a cargo das Delegacias de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios).

Já em outras localidades, a investigação é de competência da Delegacia Seccional de Polícia Civil da região onde aconteceu o fato. O registro também pode ser feito presencialmente em qualquer delegacia.

Casos de pessoas desaparecidas

Em 2019, a Delegacia de Homicídios da Capital registrou 131 desaparecimentos na cidade. As pessoas foram localizadas pela polícia em 51 desses casos, 74 voltaram para casa horas depois de a família registrar a ocorrência, cinco foram encontradas sem vida (homicídio ou morte natural) e uma continua na lista de desaparecidos. Em 2018, foram 212 casos. Naquele ano, os policiais conseguiram encontrar 177 pessoas, 26 desaparecidos retornaram para as suas residências, oito foram localizadas mortas e um não foi encontrado.

Além das investigações realizadas pelos policiais civis paraibanos, os registros cruzados com bancos de dados de outros estados também facilitam o encontro de desaparecidos. Com isso, há maior eficiência na busca, já que autoridades policiais de outras unidades da federação também podem ser informadas dos desaparecimentos de residentes na Paraíba.

É importante que a população acione a polícia o mais rápido possível, indo a uma delegacia ou através do endereço online. E que também informe a polícia quando essa pessoa reaparecer, para que a ocorrência não permaneça em aberto no banco de dados.

PORTAL CORREIO