Tratorista morre após ser atacado por enxame de abelhas e levar mais de 300 picadas em fazenda em MT

Um tratorista de 42 anos morreu neste sábado (18) após ser atacado por um enxame de abelhas, na fazenda em que ele trabalha, em São José do Xingu, a 931 km de Cuiabá. Alessandro Lima Tavares teria recebido mais de 300 picadas.

  • Leia outras notícias do Brasil

De acordo com o boletim de ocorrência, o médico responsável pelo atendimento da vítima informou aos policiais que a causa da morte seria o ataque do enxame, pois Alessandro apresentava várias picadas pelo corpo, além de muitas abelhas terem sido encontradas pregadas nas roupas do trabalhador.

O proprietário da fazenda onde Alessandro trabalhava relatou que por volta das 18h dessa sexta-feira (17), recebeu uma ligação da mulher do tratorista, perguntando porque ele estava demorando para chegar em casa.

O chefe e outro funcionário passaram a procurar pelo funcionário na fazenda e encontraram a moto dele estacionada no local que sempre costumava ficar.

Outros trabalhadores começaram a ajudar na procura por Alessandro e encontraram o homem caído, a aproximadamente 300 metros de distância de uma colmeia de abelhas, onde ele teria sofrido o ataque.

O tratorista foi encaminhado ao hospital de São José do Xingu, mas já estava morto. Um funcionário do local afirmou que Alessandro recebeu mais de 300 picadas. A unidade de saúde acionou a Polícia Militar.

O caso foi registrado e agora será investigado pela Polícia Civil.

g1 MT