União Europeia não reconhecerá governo do Talibã no Afeganistão

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou neste sábado (21) que a União Europeia não reconhece o Talibã como governo do Afeganistão e que o bloco também não está em nenhuma negociação política com grupo, que assumiu o poder do país há uma semana.

A chefe-executiva da União Europeia visitou hoje um centro para recepção de refugiados em Madri, na Espanha, ao lado do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, e do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Ela falou que o bloco está atento ao respeito aos direitos humanos no Afeganistão, especialmente das mulheres e minorias.

“Podemos muito bem ouvir as palavras do Talibã, mas vamos medi-los acima de tudo por seus atos e ações.”

Ursula acrescentou que irá propor um aumento de 57 milhões de euros (R$ 358 milhões) em ajuda humanitária que a Comissão havia alocado este ano para o país asiático.

Todavia, ela ressaltou que qualquer ajuda está condicionada ao respeito aos direitos humanos.

“Não se pode destinar nenhum euro de ajuda humanitária a um regime que negue a suas mulheres seus direitos e liberdades.”

R7, com Reuters

Foto: EFE